FolhaPress

Servidores do Inep levarão ao Congresso denúncias de assédio contra Dupas

Na última segunda-feira (8/11), 35 funcionários pediram exoneração

Foto: Divulgação

Em Assembleia-Geral Extraordinária realizada nesta quinta-feira (11), os servidores do Inep (Instituto Nacional de Educação e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) decidiram que a Assinep (Associação dos Servidores do Inep) entregará ao Congresso Nacional o documento de denúncia contendo os relatos de assédio moral e institucional durante a gestão do atual presidente do instituto, Danilo Dupas Ribeiro.

Além de manifestar solidariedade e apoio aos funcionários que entregaram seus cargos no Inep, a Assinep anunciou em nota pública que participará de uma reunião proposta por Danilo Dupas para resolver os problemas que ele classificou na audiência da Comissão de Educação da Câmara, na quarta-feira (9), como “falhas de comunicação”. Em seus esclarecimentos, Dupas também alegou que a crise com os servidores do instituto ocorreu por uma “questão interna”, sem dar mais detalhes.

Na última segunda-feira (8), 35 funcionários do Inep pediram exoneração de seus cargos de maneira coletiva para pressionar a demissão de Dupas da presidência do órgão. Além de assédio, os servidores o acusam de censura e de omissão de suas responsabilidades no Inep.

Em meio a essa situação, a Comissão Senado do Futuro aprovou ontem a realização de uma audiência pública para investigar esses pedidos de demissão. Os senadores planejam convocar Danilo Dupas para prestar explicações sobre essa questão. Além dele, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) também pretende convidar o deputado federal Israel Batista (PV-DF), presidente da frente parlamentar mista de Educação, e Alexandre Retamal, presidente da Assinep.