Do Mais Brasília

Aeroporto de Brasília testa biometria facial no embarque

A tecnologia também será testada nos aeroportos de Florianópolis; Salvador; Confins, Santos Dumont e no aeroporto de Congonhas

Foto: Agência Brasil

O Aeroporto Internacional de Brasília começou a testar, nesta quinta-feira (12/8), o reconhecimento facial com biometria para os embarques de passageiros. A tecnologia faz parte do projeto-piloto Embarque + Seguro, do Governo Federal, e dispensa a necessidade de documento de identificação para viajar de avião.

Além de Brasília, a tecnologia também será testada nos aeroportos de Florianópolis; Salvador; Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte; Santos Dumont, Rio; e no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Segundo o Ministério da Economia, a ideia é, a partir do novo procedimento, tornar o embarque nos aeroportos “mais eficiente, ágil e seguro”.

Base de Dados Unificada

De acordo com a Infraero, a ferramenta usa uma base de dados unificada, capaz de checar e validar, em poucos segundos, a identidade do passageiro. O projeto Embarque + Seguro permite às empresas aéreas efetuarem o cadastro do nome, CPF e foto do passageiro, na hora do check-in.
Esses dados pessoais só podem ser registrados e usados com o consentimento do viajante. Essa autorização será feita por uma mensagem no celular no momento do check-in.