Do Mais Brasília

Corpo de Iris Rezende é sepultado o Cemitério Santana, em Goiânia

A Polícia Militar de Goiás realizou uma salva de tiros em frente ao local do sepultamento

Foto: Jucimar de Sousa/Mais Brasília

O corpo do ex-governador Iris Rezende (MDB) foi sepultado por volta das 18h50, desta terça-feira (9/11) no Cemitério Santana, em Goiânia. Diferente do velório, que foi aberto ao público, o enterro foi restrito a familiares, amigos e autoridades. A Polícia Militar de Goiás realizou uma salva de tiros em frente ao local do sepultamento.

Sob forte chuva, familiares e amigos presentes aplaudiam e gritavam homenagens ao emedebista. Entre os gritos, “a chuva é o céu chorando a morte de Iris”, o político foi enterrado.

O cortejo percorreu as ruas da capital e passou pelas avenidas Araguaia, Paranaíba e República do Líbano, contornou a Praça do Avião e chegou ao Cemitério Santana. A Avenida Independência foi bloqueada nos dois sentidos pela Secretaria Municipal de Mobilidade para a cerimônia de sepultamento.

A população acenou e deu o último adeus ao líder emedebista mesmo sob a forte chuva que caía na região do Cemitério Santana.

Velório de Iris

O sepultamento estava previsto para iniciar as 17h, mas houve atraso na chegada do corpo em Goiânia. O velório foi realizado no salão Dona Gercina Borges, no Palácio das Esmeraldas, com presença de familiares, amigos e autoridades.

Por volta das 17h, o local foi aberto para acesso ao público e contou com a presença de centenas de pessoas.

Morte

O ex-prefeito e ex-governador morreu, nesta madrugada, após ficar internado por cerca de três meses, depois de sofrer um AVC hemorrágico em 6 de agosto. O velório será aberto no salão Gercina Borges, no Palácio das Esmeraldas.

*Com informações de Eduardo Pinheiro do Mais Goiás.