Do Mais Brasília

Mortes por Covid-19 nos primeiros dias de maio caem 35% em relação a abril

Para especialista, é necessário cautela na flexibilização das medidas de restrição

Foto: Breno Esaki/ Agência Brasília

O Brasil registrou queda de 35% no número de mortes por Covid-19 nos primeiros 10 dias de maio, em comparação com o mesmo período de abril. No início deste mês, foram notificados 19.358 óbitos provocados pela doença, contra 29.819 no mesmo período de abril – mês mais letal da pandemia no país até agora.

O número de infectados pelo coronavírus também diminuiu. Nos 10 primeiros dias de abril, foram 696.259 ante 550.979, no início de maio.

O especialista Rafael Lopes, membro do Observatório Covid-19 BR, explica que apesar de o total registrado ser menor, é preciso atenção na hora de analisá-lo. O especialista acompanha os dados da pandemia desde o começo da crise no país e chama a atenção para o represamento das informações.

“Muitos casos e óbitos entram nos sistemas governamentais apenas alguns dias, e até meses depois. Podemos estar vivenciando sim uma pequena queda, mas precisamos esperar algum tempo para saber se ela é efetiva ou sofre atrasos de notificações”, afirma.

Rafael ressalta ainda ser necessário cautela para eventual afrouxamento das medidas restritivas contra o avanço da Covid-19.

“Devemos ter em mente que os dados de agora refletem a realidade do passado. Toda essa queda representa um passado distante. Não dá, por exemplo, para decidir afrouxar as medidas restritivas considerando os dados de hoje, já que eles refletem o que aconteceu no passado”, aponta Lopes.

Para Rafael, o momento agora é de análise dos dados e organização, para que hospitais não entrem em colapso novamente, e não de flexibilização de atividades.

Segundo dados mais atualizados, o Brasil já perdeu 425.540 vidas e computou 15.282.705 casos de contaminação do coronavírus.