FolhaPress

Mulher é presa suspeita de matar idoso dentro de fábrica têxtil

Homem de 70 anos foi morto dentro de uma tecelagem na madrugada de segunda (11/10)

Foto: Reprodução

A polícia prendeu uma mulher, de 44 anos, suspeita de matar um idoso, em Sumaré (126 km de SP).

O homem, que tinha 70 anos, foi morto dentro de uma tecelagem na madrugada de segunda-feira (11/10). De acordo com o boletim de ocorrência, ambos mantinham um relacionamento.

Segundo o documento, policiais militares atenderam a um chamado para rua João Bravo, no Jardim São Roque, e, ao chegarem no local, o homem era socorrido por uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

O documento policial aponta que havia sangue espalhado por “vários lados e havia indícios de que o crime foi com brutalidade”. A polícia não disse como o idoso foi morto.

Indagado, o dono da tecelagem contou que a vítima era seu amigo e que trabalhava como segurança do imóvel, além de morar em um dos cômodos da empresa. O homem ainda detalhou que o idoso mantinha uma espécie de relacionamento com a mulher, que morava nas proximidades.

Assim que localizada pela polícia, a mulher negou ter se encontrado com a vítima naquela madrugada. No entanto, um homem que morava com ela, disse que a suspeita não havia dormido em casa naquela noite.

No local do crime, os policiais encontraram um par de brincos, que a detida negou ser dela, mas novamente teria sido desmentida pelo homem que mora com ela.

O caso foi registrado como homicídio qualificado pelo plantão da Delegacia de Sumaré.

Por Paulo Eduardo Dias