FolhaPress

Polícia investiga morte de criança que teve cabelo sugado em piscina em SC

Laise Pegorini Franzen morreu afogada na piscina de casa

Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Uma menina de 10 anos morreu afogada depois que teve o cabelo sugado pelo ralo da piscina na casa onde morava, no município de Faxinal dos Guedes, no interior de Santa Catarina.

A informação foi confirmada à reportagem por um familiar de Laise Pegorini Franzen, A Polícia Civil de Santa Catarina realizou na quinta-feira (11/11) perícia no local em que vivia a garota, que teve seu corpo enterrado no dia anterior, no cemitério de Xanxerê, cidade vizinha.

“Foi apenas uma pequena quantidade de cabelo, os pais dela ainda estão em dúvida se foi só o cabelo preso ou se algo aconteceu com ela”, revelou um parente, que pediu para não ser identificado.

Na noite da última terça (9/11), após encontrar a criança, os pais ainda a levaram para o Hospital São Cristóvão, mas a menina acabou não resistindo. A Polícia Militar, que chegou a ser acionada, registrou o caso como morte acidental.

Ao longo desta quinta, além de realizar perícia no imóvel da família, a polícia ouviu informalmente os pais da criança. “Vamos aguardar o laudo cadavérico do IGP para tomarmos as declarações formalmente”, comentou o delegado Albino Souza de Araújo, responsável pelo caso, à reportagem.

Ainda não há prazo para a conclusão do inquérito.

A cidade com mais de 10 mil habitantes ainda está em choque. A loja dos pais da menina emitiu comunicado nas redes sociais na quinta. “A Família Cortinare agradece a todas as demonstrações de afeto, carinho e apoio nesse momento tão difícil da perda da nossa princesa Laise.”

O grupo de escoteiro do qual a criança fazia parte também lamentou a morte. “Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que dê conforto a todos os familiares e amigos”, publicou.

A escola em que ela estudava também emitiu uma nota sobre o acidente. “Com muita dor no coração e profundo pesar comunicamos o falecimento da nossa querida aluna”, diz comunicado. “Que o espírito santo de Deus conforte os corações neste momento de profunda tristeza.”

Por Giorgio Guedin