Agência Brasil

Rio de Janeiro amplia calendário de vacinação contra a gripe

População em geral vai poder receber a dose a partir da próxima semana

Vacinação Covid-19
Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

A partir da próxima quarta-feira (14/7), a campanha de vacinação contra a gripe vai ser ampliada no Rio de Janeiro. Os interessados deverão comparecer às unidades de Atenção Primária, como as clínicas da Família e os centros Municipais de Saúde. Para evitar aglomerações, a imunização será feita por faixa etária.

Em entrevista à Agência Brasil, o secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, falou sobre a importância da imunização. “Temos aproximadamente um milhão de pessoas já vacinadas, mas a meta da secretaria é alcançar dois milhões e 200 mil pessoas imunizadas na cidade, por isso ampliamos para toda a população, por faixa etária, com o objetivo de vacinar o maior número possível de pessoas”, informou.

O secretário alertou ainda que é preciso respeitar o intervalo entre as vacinas contra a Covid-19 e a da gripe. “A vacina da gripe não pode ser misturada com a vacina da Covid, tem que ter um intervalo de 14 dias entre uma dose e outra”, disse Soranz, acrescentando que os idosos e as pessoas de grupos prioritários que ainda não receberam os imunizantes contra a gripe nos dias previstos anteriormente, podem procurar os postos para receberem a vacina.

Confira abaixo o calendário de imunização contra a gripe no RJ

  • Do dia 14 a 28 de julho: crianças com mais seis meses a jovens de até 17 anos;
  • Do dia 21 a 30 de julho: pessoas com idades entre 51 a 60 anos;
  • Do dia 28 de julho a 10 de agosto: pessoas com idades entre 41 a 50 anos;
  • Do dia 10 a 18 de agosto: pessoas com idades entre 31 e 40 anos;
  • Do dia 18 a 30 de agosto: pessoas com idades entre 18 a 30 anos.

Goiás vacina mais de 82 mil moradores do DF contra Covid-19

 

Covid-19

Nesta semana, o calendário de vacinação contra a Covid-19 no Rio contempla pessoas de 40 a 42 anos ou mais. Até sábado serão aplicadas doses em quem não pôde comparecer no dia determinado. “Temos repescagem todos os dias. É muito importante que todas as pessoas com mais de 40 anos procurem uma unidade de saúde para se vacinar. O grupo de 40 anos corresponde a 45% das internações que temos na cidade do Rio de Janeiro”, acrescentou o secretário.

Para evitar a escolha de imunizantes, como vem ocorrendo nos chamados “sommeliers” de vacinas, Soranz afirmou que, após o calendário desta semana, a secretaria vai reduzir a frequência das repescagens. “É importante que as pessoas se vacinem nos seus dias programados, porque vamos diminuir a frequência da repescagem”, afirmou.

Segunda dose

O secretário revelou ainda que tem aumentado a adesão das pessoas à segunda dose da vacina contra a Covid-19. “Infelizmente tem uma porcentagem de 4% da população que está com a segunda dose atrasada. A gente tem feito busca ativa para diminuir o número, mas a maioria das pessoas está procurando tomar a segunda dose de maneira correta, direitinho, e a gente espera que ao longo das próximas semanas o número aumente. Esperamos que a população continue com essa boa adesão e venha se vacinar”, concluiu.