Do Mais Brasília

Aplicativo registra denúncias de violação de direitos humanos no DF

'Proteja-se' funcionará em parceria com órgãos federais para atender mulheres, idosos, crianças, pessoas com deficiências e grupos em situações de risco

Ibaneis lança aplicativo Proteja-se, no DF
Foto: Renato Alves / Agência Brasília

O governo do Distrito Federal (GDF) lançou, nesta segunda-feira (24/5), o aplicativo Proteja-se em parceria com Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A plataforma pretende denunciar casos de violação de direitos humanos contra mulheres, idosos, crianças, pessoas com deficiências e grupos em situações de risco.

Para o governador Ibaneis Rocha (MDB), com o lançamento da iniciativa será possível “zerar os casos de violência doméstica no DF”. “Quando a gente protege as pessoas em situação de vulnerabilidade, a gente protege as famílias. Quando você cuida da área social e da defesa das pessoas, é a hora que você está governando de fato”, declarou o chefe do executivo.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, destaca que o projeto é o primeiro canal de atendimento que une as forças de atuação de um governo local com o federal. “O governo Ibaneis tem sido o governo da inclusão, e esse aplicativo nós vamos levar para o Brasil inteiro. Ele vem para fecharmos o cerco no combate à violência”, afirmou.

“Proteja-se é protegermos uns aos outros, e o GDF está à disposição para trabalhar e cuidar de todas as famílias brasilienses, seja por aplicativo ou por acordos de cooperação técnica”, ressaltou a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani.

Como funciona

Com o acordo assinado, nesta segunda-feira (24/5), as denúncias recebidas por qualquer canal vinculado à Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, como o Disque 100, Ligue 180, Telegram e WhatsApp, serão encaminhadas diretamente aos órgãos de enfrentamento às violações.

Para fazer uma denúncia no aplicativo, basta a pessoa enviar uma mensagem para receber o atendimento. O dispositivo dispõe de suporte por chat ou em libras. Além disso, a plataforma disponibiliza recursos como fotos e vídeos para serem anexados.

O aplicativo está disponível, por enquanto, apenas no sistema Android.