Do Mais Brasília

Após protestos, Governo do DF recebe sindicato dos jornalistas

Categoria pede prioridade na vacinação contra a covid-19 pelo risco no exercício da profissão

Inúmeras foram as tentativas de os representantes de jornalistas e radialistas de Brasília serem ouvidos pelo Governo do DF. Durante meses o Sindicato dos Jornalistas e Radialistas Profissionais do DF (SJP-DF) tenta dialogar com a Secretaria de Atendimento à Comunidade. Mas somente após um protesto acalorado na manhã da última quarta-feira (09/06), em frente ao Palácio do Buriti, é que os sindicalistas foram ouvidos.

A reunião foi um passo importante para a vacinação das categorias contra a covid-19. Os sindicalistas solicitan a imediata inclusão das categorias nos grupos prioritários do Plano Nacional de Vacinação, já que, de acordo com o Decreto Nacional 10.288, de 22 de março de 2020, o jornalismo é atividade essencial.

Para agilizar e facilitar a imunização dos profissionais, a Secretaria solicitou ao Sindicato que apresentasse um planejamento dos critérios de como deveria ser realizada essa vacinação. Ou seja, se há uma estimativa do quantitativo de profissionais do DF que precisam ser imunizados mais rapidamente, se a ordem será dessa vacinação por funções (reportagem, redação) ou por idade.

Ainda que a recepção do GDF aos apelos dos sindicalistas tenha sido positiva, nada garante que os jornalistas serão incluídos nos grupos prioritários de vacinação contra a covid-19. Portanto, o SJP-DF está procurando as empresas e solicitando o número exato e um detalhamento de profissionais  de cada uma delas. Isso ajudará a agilizar a vacinação da categoria.