Do Mais Brasília

Após vistoria, Defesa Civil determina que prédio que desabou em Taguatinga siga interditado

O incidente ocorreu na tarde do dia 6 de janeiro e deixou diversas famílias sem pertences e moradia

Foto: Defesa Civil/Divulgação

A Defesa Civil do Distrito Federal realizou, nessa quarta-feira (12/01), a primeira vistoria interna no prédio que desabou parcialmente em Taguatinga Sul. O incidente ocorreu na tarde do dia 6 de janeiro e deixou diversas famílias sem pertences e moradia.

A visita se deu no prédio que caiu e nas edificações vizinhas com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Após o acesso a Defesa Civil concluiu que o prédio não está seguro e que ainda não é possível fazer a retirada dos pertences dos moradores.

A corporação identificou que portas e esquadrias apresentam sérias deformações e muitas estão emperradas, impossibilitando acesso. Além disso, há rachaduras diversas, tanto em paredes comuns quanto em elementos estruturais, ruptura de pilares, rebaixamento de teto, abaulamento de piso e água empoçada.

Do local foram retirados materiais que ainda oferecem risco de queda, de modo a garantir aos usuários uma maior segurança para remover seus pertences, quando for possível a entrada no prédio.

Ainda segundo o Órgão, todo o material foi registrado em imagens e será analisado de forma detalhada pela equipe da Defesa Civil e por técnicos convidados.

Foto: Foto: Defesa Civil do DF/Divulgação
Foto: Foto: Defesa Civil do DF/Divulgação

Prédios vizinhos

A Defesa Civil também avaliou a estrutura de duas edificações vizinhas, mas, até o momento, apesar dos sérios danos que sofreram, as estruturas não correm risco de desabamento.