Da redação
Do Mais Brasília

Babá é presa por tentar extorquir R$ 15 mil de patroa no DF

Ao ser questionada sobre as razões que a motivaram a praticar o crime, a autora disse que estava passando por necessidades financeiras

Funcionária é suspeita de mandar mensagens, se passando por detetive, e ameaçar divulgar vídeos se mulher não pagasse

Uma mulher, que trabalhava como babá, foi presa em flagrante após cometer o crime de extorsão contra a própria patroa. A prisão aconteceu na última terça-feira (30).

O caso foi registrado na 3ª Delegacia de Polícia do Cruzeiro, na sexta-feira (26) quando as ameaças e as extorsões começaram. Nesta terça-feira, a patroa contou que foi ameaçada novamente.

De acordo com a Polícia Civil, a funcionária mandava mensagens para mulher, fingindo ser um detetive que estava com vídeos comprometedore da vítima e exigiu a quantia de R$ 15.000,00 para não divulgá-los.

Nesta terça-feira (30), após novas ameaças de vazamento e pressão, a vítima disse que só tinha conseguido a quantia de R$ 8.000,00.

A mulher foi orientada, pelo celular, pelo suposto detetive a entregar o dinheiro para a babá. Os policiais foram ao local indicado para o encontro e esperaram a mulher receber uma sacola com o dinheiro.

Depois de receber o dinheiro, a babá acabou sendo parado pelos policiais, no momento em que entrava em um carro de aplicativo.

De acordo com a 3ª Delegacia do Cruzeiro, a babá trabalhava há sete anos na casa, e disse ter agido sozinha. Ela alegou que “estava passando dificuldades financeiras”.

Após a abordagem, a babá confessou a prática das extorsões e autorizou o acesso ao seu aparelho celular, local em que foram localizadas as mensagens trocadas entre ela e a vítima.

Ao ser questionada sobre as razões que a motivaram a praticar o crime, a autora disse que estava passando por necessidades financeiras. Além disso, disse que agiu sozinha.

A babá foi presa, em flagrante, pelo crime de extorsão e encaminhada para a carceragem da Polícia Civil, no Parque da Cidade.