Do Mais Brasília

Casal que aplicava golpe do bilhete premiado é preso no DF

Estelionatários aplicaram golpes no Recanto das Emas, Gama, Brazlândia, Samambaia, Ceilândia e Novo Gama. Maioria das vítimas eram idosos e humildes

Dinheiro oriundo do golpe do bilhete premiado
Foto: Divulgação/PCDF

Policiais civis da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas) deflagraram, nesta quinta-feira (10/6), a Operação Bilhete Premiado, que resultou na prisão de um casal, de 33 e 44 anos, pela prática do crime de estelionato contra idosos. Ambas as prisões são decorrentes de mandado de prisão preventiva.

Segundo a PCDF, o golpe do bilhete premiado é um crime caracterizado pela promessa de dividir o prêmio da loteria com a vítima. Inicialmente, os suspeitos solicitam uma garantia em dinheiro. Após convencê-la a entregar um alto valor aos golpistas como forma de garantia, os criminosos desaparecem.

O casal efetuou o golpe do bilhete premiado em diversas cidades, sendo sete ocorrências apenas no Distrito Federal e Entorno. O crime ocorreu no Recanto das Emas, Gama, Brazlândia, Samambaia, Ceilândia e Novo Gama.

De acordo com as investigações, a maioria das vítimas eram idosos e humildes, que tentavam ajudar a dupla de estelionatários, porém acabavam caindo em golpes e sofrendo alto prejuízo financeiro. Houve um caso em que os criminosos chegaram a subtrair a quantia de R$ 87 mil de uma única vítima.

A investigação policial teve início com um golpe efetuado no Recanto das Emas, em fevereiro deste ano, onde foi retirado o valor de R$ 2 mil de uma idosa, de 67 anos. A prisão do casal foi feita nas residências na QNM 23, em Ceilândia.

No momento da prisão, os autores dos crimes estavam em posse de R$ 9,5 mil e U$ 13. Os policiais afirmam que o dinheiro é oriundo de golpes, já que os suspeitos não possuem emprego lícito. No entanto, até o momento não foi confirmada a procedência do dinheiro.

O casal foi recolhido ao cárcere da PCDF.