Da redação
Do Mais Brasília

DF registra redução de 33,3% de mortes no trânsito

Segundo o Departamento de Trânsito (Detran), o mês de abril teve o menor número de óbitos registrados em 2021

Blitz do Detran-DF no trânsito
Detran-DF

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) registrou no mês de abril oito mortes no trânsito. O levantamento aponta uma queda de 33,3% no número de óbitos em comparação ao mesmo período do ano passado, quando 12 pessoas morreram.

De acordo com o Detran, no mês de janeiro foram 11 mortes, em fevereiro ocorreram 12 e em março, 11. Ao todo, o DF totalizou 42 vítimas fatais no quadrimestre deste ano. Esse dado é 26,3% menor que o registrado no período de janeiro a abril de 2020, quando 57 pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito.

O diretor-geral do Departamento, Zélio Maia, destaca que os números refletem o empenho do órgão em priorizar a educação. “As diretrizes da direção-geral têm a educação de trânsito como pilar de gestão, por isso, diversas atividades de conscientização e humanização têm sido realizadas, concomitantemente às operações de fiscalização”, afirma.

Educação no trânsito

O Detran destaca que tem feito diversas atividades educativas com o objetivo de promover boas práticas no trânsito. “Além de campanhas publicitárias na mídia, o Departamento tem investido na promoção de ações nas ruas, parques, ciclovias, escolas, bares e restaurantes”.

Segundo levantamento, de janeiro a abril deste ano foram realizadas 79 atividades educativas que alcançaram um público de 29.905 pessoas. As ações incluíram blitzes educativas, palestras e distribuição de material.

Aos fins de semana, as equipes da Educação, juntamente com os repentistas realizam ações em bares para conscientizar os frequentadores sobre os riscos de dirigir após o consumo de bebida alcoólica.

Para Zélio Maia, as atividades educativas, atreladas à fiscalização de trânsito, têm sido fundamentais para a queda no quantitativo de mortes no trânsito. “As estatísticas são resultado do trabalho contínuo que prioriza ações de conscientização e fiscalização de trânsito, visando inibir a prática de infrações, principalmente à condução de veículo após o consumo de bebida alcoólica, o que eleva o risco para a segurança viária”, confirma.

Lei Seca

Ainda segundo o Detran, desde o início do ano tem intensificado as blitzes e os patrulhamentos. Além disso, tem atuado em diversas ações de fiscalização de trânsito em parcerias com outros órgãos, como na Operação Toque de Recolher.

Segundo dados preliminares, de janeiro a abril deste ano foram registradas 6.386 infrações por dirigir alcoolizado. Em 2020, no mesmo período, foram 5.340 infrações. Isso representa que no primeiro quadrimestre de 2021 houve um aumento de 19,5% nas autuações de condutores por dirigir sob a influência de álcool ou outras substâncias psicoativas.