Do Mais Brasília

Em entrevista, pai de Lázaro Barbosa afirmou ter medo do próprio filho

Morador de Girassol (GO) o aposentado disse que o filho "é um monstro" e afirmou ter vergonha do que vem acontecendo

Edenaldo Barbosa Magalhães, 57 anos é o pai biológico de Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, suspeito de ser o autor da chacina em uma área rural de Ceilândia. Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, nessa terça-feira (15/6), o aposentado afirmou ter medo do próprio filho.

O homem que, atualmente, mora no município goiano de Girassol (GO), próximo ao local onde Lázaro está foragido, disse que o filho “é um monstro” e afirmou ter vergonha do que vem acontecendo.

“Esse monstro, eu registrei, mas quando as pessoas falam ‘o seu filho’, aquilo me estremece todo. Não dá vontade nem de ficar mais na Terra. Eu estou arrasado. Se eu vê-lo por aí, eu nem conheço mais”, lamentou para a equipe de reportagem.

Edenaldo também revelou que não vê o filho há seis anos e que a última vez que teve contato com Lázaro foi quando ele fugiu de um presídio.

“Só me visitou e foi embora. Foi quando ele teve uma fuga aí. E eu com o coração na mão, doente. Só não morri ainda porque acho que Deus não quis”, disse o homem, que se declara evangélico. ” O demônio se apoderou dele”, acredita.

O aposentado contou que se casou com a mãe de Lázaro, Eva Maria Sousa, quando tinha apenas 17 anos, no município de Barra do Mendes (BA). Segundo Edenaldo, o relacionamento com a genitora de Lázaro foi marcado por brigas, agressões e traições. Juntos, os dois tiveram dois filhos, Lázaro e Deusdete, o caçula, morto há cinco anos em um acerto de contas no Goiás. Atualmente, o homem está em um segundo casamento e é pai de outros três filhos: de 16, 13 e 1 ano.