Da redação
Do Mais Brasília

Em Santa Maria, motorista bêbado bate carro, foge subindo no telhado e acaba preso

Ele dirigia um veículo alugado, na companhia de uma mulher. Ele alegou não saber quem havia alugado o carro nem quem era a mulher

Policiais militares prenderam um homem que dirigia embriagado pelas ruas de Santa Maria. Ele bateu o carro em outro veículo, fugiu e escondeu-se sobre o telhado de algumas casas. A prisão ocorreu na QR 208, Conjunto L, por volta das 7h, deste sábado (26/5). O resultado do teste com o etilômetro confirmou a embriaguez com 0,44mg de álcool por litro de ar expelido. Ou seja, dez vezes mais que o limite legal.

Segundo testemunhas, o motorista de 25 anos dirigia um carro em alta velocidade. Ele bateu na traseira de outro veículo. Acompanhado de uma passageira, ele fugiu em seguida. Quem presenciou a cena garantiu à Polícia Militar que ele apresentava sinais de embriaguez. O veículo era alugado.

A equipe comandada pelo primeiro-sargento Marcos Vinícios Dias, do 26º Batalhão, foi atrás dele, mas não encontraram o carro. Ao mesmo tempo, os militares foram acionados para averiguar a situação de um homem andando no telhado de várias casas vizinhas ao local do acidente.

O sargento Marcos Vinícios e a soldado Natália Fontineli viram uma pessoa correndo sobre as casas. Ao avistá-los, o homem saiu correndo. Porém, o telhado de uma delas não aguentou o peso dele e o homem caiu na varanda. Mesmo machucado, ele tentou resistir à prisão, mas foi contido.

Ele confessou que ingeriu diversas bebidas alcóolicas, bateu o carro e fugiu, mas alegou que não sabia de quem era o veículo nem quem o havia alugado. Ele disse ainda que desconhecia a mulher que estava com ele no momento da colisão dos veículos.

O dono da casa foi visto com uma pistola na mão alegando defesa pessoal. E, como não possuía o registro do armamento, foi levado para a 20ª Delegacia de Polícia para averiguação.

O motorista, antes de ser conduzido para a mesma DP, foi levado ao Hospital Regional do Gama por causa das escoriações sofridas com a queda do telhado.