Do Mais Brasília

GDF antecipa prazo para pessoas de 58 anos agendarem a vacinação

Brasilienses nesta faixa etária já poderão realizar o cadastro a partir das 17h desta segunda-feira (7/6)

O Governo do Distrito Federal anunciou o início do cadastro e agendamento para pessoas com 58 anos se vacinarem contra a Covid-19 nesta segunda-feira (7/6), a partir das 17h.

De acordo com o secretário da Casa Civil do DF, Gustavo Rocha, a previsão é de iniciar a vacinação de brasilienses já nesta terça-feira (8/6).

“É importante que todos busquem a vacinação. Estão fixando prazos para as pessoas agendarem e vacinarem para que possa ter um dinamismo maior nessa vacinação e possa ir reduzindo a idade mais rapidamente, tanto que na quarta-feira (passada) a gente falou que essa semana começaria 59 (anos), na semana seguinte 58. Já foi possível reduzir também para 58 anos por conta do remanejamento de doses”, comentou.

Este recado do secretário foi direcionado especialmente para os cidadãos que não compareceram aos postos de saúde no dia e local marcados. O GDF apresentou como exemplo a categoria dos rodoviários, pois 40% dos trabalhadores que constam na lista sindical não foram se vacinar.

“Pedimos encarecidamente para que os representantes das categorias encaminhem as listas corretamente para nós e que avisem as pessoas a serem vacinadas para comparecer às unidades que escolhemos para que pudessem receber essas vacinas”, requisitou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

A campanha para a população em geral já começou com as pessoas de 59 anos de idade. Segundo o Buriti, o DF conta com 27.491 pessoas nesta idade, e 7.667 já foram vacinadas, contando também aquelas que faziam parte de outros grupos prioritários.

Já na faixa etária de 58 anos, são 28.991 habitantes do Distrito Federal. Desses, 8.491 já receberam a 1ª dose por pertencerem aos grupos prioritários.

A Secretaria de Saúde orienta aos brasilienses que tiverem dificuldade para se cadastrar no site e agendar a aplicação da 1ª dose para que busquem a UBS mais próxima e peçam ajuda a um agente comunitário de saúde.

Novas doses da Pfizer

O Ministério da Saúde deve enviar, ainda nesta segunda-feira (7/6), uma nova remessa de vacinas produzidas pelos laboratórios Pfizer/BioNTech. A previsão é de chegada de 30.420 doses, todas para D1.

Com este reforço, a Secretaria de Saúde planeja usar as vacinas da Pfizer da seguinte forma:

  • 27.094 doses para pessoas com comorbidades, grávidas e puérperas (com comorbidades) e pessoas com deficiência permanente
  • 8.300 doses para trabalhadores de educação do ensino básico4
  • 1.457 para as forças de segurança, salvamento e forças armadas
  • 320 para aeroviários.