Do Mais Brasília

GDF anuncia início do agendamento da vacinação para a população geral a partir de sexta-feira (4/6)

Secretaria de Saúde também vai abrir cadastramento para pessoas com deficiência e de faixa etária entre 18 a 25 anos de idade com comorbidades

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (31/5), o governo do Distrito Federal (GDF) anunciou que irá iniciar o agendamento para vacinar a população geral contra a Covid-19 a partir da próxima sexta-feira (4/6). A ideia é seguir ordem de idade e começar pelas pessoas com 59 anos, aplicando as doses a partir da semana que vem.

Além disso, também na sexta-feira, o GDF vai abrir o cadastramento para pessoas com idade entre 18 e 25 anos que possuam comorbidades. As demais faixas etárias, dentro deste grupo prioritário, já podem realizar cadastro e agendamento para receber a 1ª dose.

O secretário da Casa Civil do DF, Gustavo Rocha, fez mais anúncios para vacinação de outros grupos prioritários contra a Covid:

  • A partir desta terça-feira (1º/6), começará o cadastramento pessoas com deficiência;
  • Na próxima semana, aeroportuários receberão a vacina, de acordo com a lista entregue pela Inframérica (concessionária do Aeroporto JK), na Praça dos Cristais e na UBS 2 do Guará.
  • A vacinação de profissionais da educação, que foi suspensa nesta segunda-feira (31/5), deverá ser retomada ainda nesta semana, após reorganização de mais postos de saúde, pois somente a UBS do Guará estava destinada para este grupo. Até o momento, 5 mil educadores receberam a 1ª dose.

Ainda segundo Gustavo Rocha, diante da baixa procura, profissionais de saúde só poderão realizar o cadastramento e agendamento da vacinação até terça-feira (1º/6).

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, detalhou a disponibilidade de doses para a vacinação dos grupos prioritários e para iniciar a campanha para a população em geral.

“Nós tínhamos hoje 99.432 doses para D1 pela chegada de novas vacinas na semana passada, mas 81.236 foram distribuidas hoje, e 18.196 estão no estoque. Então como a gente está disponibilizando 51 mil doses só para comorbidades acima de 25 anos, a gente tem quantitativo suficiente para D1”, informou.

Ainda de acordo com Okumoto, em relação a 2ª dose, temos 105.410 doses na rede de frio do DF.