Do Mais Brasília

Hacker condenado por invadir conta de clientes deverá indenizar Banco do Brasil em R$ 600 mil

Golpista retirou os valores das contas de dois clientes da Instituição; o crime ocorreu em março de 2019

O hacker Nicolas Noel Valdez Bello foi condenado a restituir em R$ 648.143,45 o Banco do Brasil. Além da devolução dos valores retirados de contas de titulares da instituição, a justiça condenou Noel a 5 anos e 6 meses de prisão pelo crime de furto mediante fraude. A pena deverá ser cumprida em regime inicial semiaberto.

Na denúncia feita pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Nicolas Noel teria subtraído as quantias de R$ 585.463.71 e R$ 62.679,74, respectivamente, de dois correntistas do banco. Os crimes ocorreram em março de 2019, e na época, o banco devolveu os valores aos clientes.

O golpista teve acesso aos dados bancários das vítimas, após enviar um link falso via mensagem de texto por celular. Com os dados dos clientes, o grupo criminoso em que Noel fazia parte fez ligações se fingindo de funcionários do banco e induziram os clientes a gerarem e fornecerem o QR Code de suas contas.

Na investigação, com a cooperação da Divisão Criminal do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a polícia identificou os dados cadastrais falsos da pessoa responsável pela criação e administração do site que enviou o falso link aos correntistas. A partir do telefone cadastrado na plataforma, as investigações identificaram a hospedagem desses sites.

A partir daí, foi deferido judicialmente o acesso ao conteúdo da conta de e-mail de Nicolas Noel, onde foram encontradas imagens relacionadas a vários links falsos de bancos e aos nomes de pessoas utilizados para criar contas. Também foram encontradas imagens relacionadas à criação de sites, bem como dados referentes a testes de sistemas de captura de informações de vítimas por meio de páginas falsas de bancos.