Do Mais Brasília

Homem é preso por estuprar filha de 15 anos e tentar matar companheira no DF

Além da adolescente, o acusado abusou sexualmente das duas enteadas, no bairro Buritizinho, em Sobradinho II

Violência contra mulher
Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Policiais civis da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho II) prendeu, na quarta-feira (2/6), um homem que teria estuprado a filha de 15 anos, no bairro Buritizinho, em Sobradinho. Além da adolescente, o acusado tentou matar a esposa a facadas.

A corporação tomou conhecimento quando foram informados de que um indivíduo estaria tentando matar a própria companheira. Então, uma equipe policial passou a fazer diligências em busca da vítima.

“Ficou claro que o infrator teria injuriado, ameaçado e tentado matar a vítima após ter tomado conhecimento de que o criminoso teria praticado abusos sexuais contra a própria filha do casal, de apenas 15 anos”, afirmou o delegado-chefe da 35ªDP, Laércio Carvalho.

O delegado relatou que a jovem teria tomado coragem de contar a uma irmã sobre os abusos. Logo depois, as irmãs procuraram a mãe para relatar os fatos. A mãe pediu explicações ao marido, que no momento estava embriagado, e passou a negar o ocorrido e tentou matá-la com uma faca.

Outros abusos sexuais

Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que o autor também estuprou as duas enteadas. As vítimas saíram da casa da família quando, ainda, eram adolescentes para fugir dos abusos sexuais. Elas revelaram à polícia que também foram ameaçadas, no entanto, só agora tiveram coragem de contar os fatos.

“A forma de agir do criminoso fora sempre a mesma, aproveitando-se da ausência da esposa em casa para cometer os mais diversos abusos contra as adolescentes. A filha de 15 anos foi a primeira a ter coragem de denunciar o próprio pai, pois vinha sofrendo abusos desde os seus 12 anos. Foram anos e anos vivendo nesta situação”, explicou Laércio Carvalho.

Segundo o delegado-chefe da 35ª DP, o homem foi preso em flagrante pela Lei Maria da Penha por tentar contra a vida da própria esposa. Ele também foi preso, preventivamente, por estuprar a filha e as duas enteadas. Caso condenado, o acusado passará até 30 anos de prisão.