Do Mais Brasília

Homem que tentou matar ex-mulher no HRC é condenado a 26 anos

O crime ocorreu no dia 29 de outubro de 2018, no interior do Hospital Regional de Ceilândia

Foto: Joel Rodrigues/ Agência Brasília

Fabrício Claudino Machado foi condenado pelo Tribunal do Júri de Ceilândia a 26 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão por tentativa de homicídio praticada contra a ex-companheira, no interior do Hospital Regional de Ceilândia. A setença saiu nessa segunda-feira (9/8).

O crime ocorreu no dia 29 de outubro de 2018, enquanto a mulher aguardava por atendimento médico com o filho do casal no colo. Além da pena por homicídio, Fabrício ainda terá que pagar uma multa e vai responder por porte ilegal de arma de fogo e invasão de domicílio.

A investigação apontou que a motivação para o crime foi o fato de Fabrício não aceitar o fim do relacionamento. No dia dos disparos no hospital, um servidor do HRC tentou conter a ação do homem que fez novos disparos e atingiu outra paciente. Horas antes, Fabrício invadiu a casa da sogra, à procura da ex-mulher.

Os jurados acolheram todos os pedidos condenatórios do MPDFT e negaram qualquer possibilidade de absolvição.

Fabrício foi condenado por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe, oferecer perigo comum, mediante recurso que dificultou a defesa das vítimas, e feminicídio – tudo praticado na presença do filho da vítima e contra pessoa menor de 14 anos. Os crimes referentes à invasão de domicílio e porte ilegal de arma de fogo também foram reconhecidos.

Ele  deverá cumprir a pena em regime inicial fechado e não poderá recorrer da sentença em liberdade.