Do Mais Brasília

Homem que tentou matar ex-namorada queimada é condenado a sete anos de prisão

O crime ocorreu em 3 de outubro de 2020, às margens do Lago Paranoá

Justiça do DF
Foto: Divulgação/TJDFT

O Tribunal do Júri de Brasília condenou Alessandro Jhon da Silva Santos a sete anos, dois meses e 20 dias de prisão, em regime inicial fechado, por tentar matar queimada a ex-namorada. A sentença foi proferida no último dia 17 de novembro.

O crime ocorreu em 3 de outubro de 2020, às margens do Lago Paranoá. De acordo com os autos, Alessandro na companhia de dois amigos, forçou a vítima a entrar em seu veículo e a levou a um gramado próximo ao Lago, em um lugar escondido.

No local, o homem derramou um galão de gasolina na cabeça e corpo da vítima. No mesmo instante, uma viatura da Polícia Militar apareceu na região e a vítima saltou do carro para pedir socorro.

De acordo com o Ministério Público, a ação do acusado teve motivação torpe, consistente no sentimento de posse mantido pelo acusado de Anderson, que se negava a aceitar o fim do relacionamento.