Do Mais Brasília

Ibaneis assina ordem de serviço para construção de Hospital Oncológico no DF

Segundo GDF, a unidade, que é o primeiro centro especializado da capital federal, ficará ao lado do Hospital da Criança, no Setor de Áreas Isoladas Norte (Sain)

Ibaneis assina ordem de serviço para construção de Hospital Oncológico
Fotos: Renato Alves / Agência Brasília

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) assinou, na manhã desta quarta-feira (9/6), a ordem de serviço que libera as obras de construção do Hospital Oncológico Doutor Jofran Frejat. A unidade será o primeiro centro especializado para tratamento de pessoas com câncer no DF.

“Nós trabalhamos ao longo desses dois anos e meio para destravar essa obra que vinha de muitos anos paralisada. Tivemos que entrar na Justiça para garantir que esse convênio fosse assinado. Essa obra vai mudar o tratamento do câncer aqui no DF e na nossa região como um todo”, explicou Ibaneis Rocha.

A unidade hospitalar ficará ao lado do Hospital da Criança, no Setor de Áreas Isoladas Norte (Sain). Ela será erguida em um terreno de 41 mil metros quadrados, sendo 31 mil metros quadrados de área construída. Segundo o GDF, o hospital terá 172 leitos disponíveis, sendo 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 152 de internação.

A instituição contará, ainda, com consultórios multidisciplinares, alas para tratamento de quimioterapia, radioterapia, medicina nuclear, endoscopia e salas de cirurgia conjugadas, além de exames de imagem como mamografia, ultrassom e raio-X.

O nome do hospital oncológico homenageia o ex-deputado federal e ex-secretário de Saúde Jofran Frejat, que morreu aos 83 anos, em 2020, vítima de um câncer no pulmão.

Projeto

A vencedora da licitação aberta pela Secretaria de Saúde, a Endeal Engenharia e Construções Ltda. será a executora da construção do centro médico. Segundo o governo local, a obra vai gerar cerca de 5 mil empregos no DF.

Já o projeto arquitetônico foi elaborado por uma empresa contratada pela Diretoria de Edificações da Companhia da Nova Capital (Novacap). Serão investidos R$ 99.965.265,47, recursos liberados pelo Fundo Nacional da Saúde, do Ministério da Saúde. O prazo para conclusão das obras é de 36 meses.

Pela projeção da Secretaria de Saúde, o Hospital Oncológico de Brasília terá capacidade de realizar até 9 mil atendimentos por ano. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o Distrito Federal registra, anualmente, cerca de 5,5 mil casos novos da doença em adultos.

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, afirma que com a construção vai “tornar o DF um centro de referência para a região Centro-Oeste” e que ela chega para “complementar um trabalho que já vem sendo realizado pelo Hospital Regional de Taguatinga (HRT) e pelo Hospital de Base (HBB).

De acordo com a pasta, em 2019, 6.247 pessoas demandaram atendimento oncológico no sistema público de saúde. Atualmente, a rede atende a esses pacientes nos hospitais de Base, Regional de Taguatinga e Universitário de Brasília (HUB). Os casos infantis são direcionados para o Hospital da Criança.