Do Mais Brasília

Jovem envolvida em assalto a joalherias no DF é presa

A PCDF divulgou as fotos do comparsa da mulher que segue foragido

  1. Está presa a jovem de 19 anos suspeita de participar de dois assaltos a joalherias de shoppings do Distrito Federal. A prisão foi realizada pela Polícia Civil do DF (PCDF), por meio da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (CORPATRI), nesta quinta-feira (8/7).

O comparsa da jovem, identificado como Maurício Junio Mariano dos Santos, apelido “MauMau”, 20 anos, segue foragido. A corporação divulgou a foto dele para denúncias sobre o seu paradeiro.

A jovem foi presa no início da manhã na casa de um parente em um condomínio, na região de Sobradinho. Segundo a investigação, os crimes ocorreram nos Shoppings Liberty Mall, na Asa Norte, e DF Plaza, em Águas Claras, nos dias 21 e 28 de outubro de 2020, respectivamente. No último caso, um cliente do shopping foi baleado durante a fuga dos suspeitos. Um vídeo compartilhado pela corporação mostra toda a ação dos criminosos.

Prisão da jovem envolvida em assaltos a joalherias do DF. Foto: PCDF/Divulgação

Como agiam

A investigação da PCDF revelou que, nos dois casos, o casal agiu da mesma forma. A mulher, sempre acompanhada de outros criminosos, se passava por cliente ao entrar nas lojas.

“Ela pedia para ver as joias e, em seguida, os criminosos anunciavam o assalto. Um deles está preso preventivamente”, afirmou o chefe da Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRRF/Corpatri), delegado Luís Fernando Cocito.

Nos dois casos, toda a movimentação do casal foi gravada pelas câmeras de segurança dos shoppings. No assalto do Shopping Liberty Mall é possível ver o casal saindo da unidade de mãos dadas.

Já no DF Plaza, câmeras de segurança flagraram o momento em que um funcionário do shopping segue o casal e eles começam a correria. Na fuga, Maurício Junio dispara a arma de fogo e atinge um cliente que estava no local. Os dois fogem pela saída principal. Veja o vídeo.

Segundo a Corpatri, Maurício possui dois mandados de prisão preventiva em aberto e é considerado foragido da Justiça.

A polícia pede que qualquer informação sobre o seu paradeiro seja repassada por meio dos canais on-line de denúncia e do disque-denúncia 197 da PCDF.

PCDF pede ajuda para localizar suspeito de participar de assaltos a joalheirias do DF.