Da redação
Do Mais Brasília

Justiça agenda audiência com fazendeiro suspeito de ajudar na fuga de Lázaro Barbosa

A oitiva está agendada para novembro de 2021, no formato online, e foi definida pelo Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), por meio da Vara Criminal de Cocalzinho de Goiás

elmi-caetano
Foto: Reprodução/TV Globo

A Justiça de Goiás marcou a audiência de instrução e julgamento do fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, 74 anos, suspeito de ajudar na fuga de Lázaro Barbosa, 32, durante o período em que ficou foragido da força-tarefa.

A oitiva está agendada para o dia 8 de novembro de 2021, no formato online, e foi definida nessa segunda-feira (12/7), pelo Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), por meio da Vara Criminal de Cocalzinho de Goiás. Também neste dia, serão ouvidas as testemunhas relacionadas às partes.

Elmi Caetano tornou-se réu, em 30 de junho, após o Ministério Público de Goiás (MPGO) apresentar denúncia à Justiça por suspeita de ajudar Lázaro a fugir do cerco policial e e por posse ilegal de arma de fogo.

Para a juíza Luciana Oliveira de Almeida Maia, que analisou o caso, os elementos apontados pela investigação “são suficientes para a instauração do processo penal”, pois indicam a ocorrência do crime. A magistrada ainda negou o pedido de revogação de prisão preventiva. O caseiro Alain Reis de Santana, preso junto com Elmi, teve o processo arquivado.

Ajuda a Lázaro

O fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, 74 anos teria sido um colaborador na fuga de Lázaro Barbosa, suspeito de cometer uma chacina no DF no dia 9 de junho.
Desde o crime que chocou a capital do país, Lázaro Barbosa ficou foragido por 20 dias entre as regiões de Edilândia e Cocalzinho de Goiás. Ele morreu em confronto com polícia militar, no dia 28 de junho, na cidade de Águas Lindas de Goiás.