Do Mais Brasília

Metroviários do DF entram em greve nesta segunda-feira

A paralisação foi decretada em assembleia virtual durante a madrugada

Paralisação por tempo indeterminado foi decretada em assembleia virtual durante madrugada.

Funcionários do Metrô do Distrito Federal iniciaram uma greve, por tempo indeterminado, nesta segunda-feira (19). A paralisação foi decretada em assembleia virtual durante a madrugada.

De acordo com o Sindicato dos Metroviários (SindMetrô), a categoria protesta contra o corte do auxílio-alimentação, de R$ 1,2 mil. Além disso, os metroviários citam “descumprimentos judiciais, como os descontos ilegais da greve de 2019 que, até hoje, não foram devolvidos”.

Segundo a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF), a empresa entrou com pedido de liminar, deferido pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), para garantir o funcionamento do sistema com o máximo de trens possível.

De acordo com a decisão do TRT, a categoria deve garantir 60% dos trens em circulação nos horários de pico. O Sindmetrô havia comunicado que só manteria 30% do sistema em funcionamento, como foi anunciado na última segunda (12/4) pelo secretário de Relação Sindical, Hugo Lopes.

A Companhia do Metropolitano (Metrô-DF) informou que “seguirá tomando todas as providências judiciais e administrativas cabíveis para evitar maiores transtornos que a greve dos metroviários possa causar à população”.