Do Mais Brasília

Motoboy que discutiu com dono de restaurante pede ajuda

Segundo o homem, o dinheiro arrecadado será utilizado para o aluguel de uma casa e a compra dos móveis da residência

Foto cedida ao Mais Brasília. Arquivo Pessoal

O motoboy Elton dos Santos Silva, 31 anos, envolvido em uma confusão com o proprietário de um restaurante em um shopping do DF pede ajuda para conseguir se manter.

O autônomo criou uma vaquinha online e alega passar por dificuldades financeiras. Casado com uma jovem de 19 anos e pai de um bebê de 6 meses, Elton mora com a esposa e o filho na casa de uma cunhada na Estrutural. No local, moram ainda outras duas crianças.

“Como a gente não tem uma casa, minha cunhada deixou a gente ficar com ela por um tempo. Mas queremos ter nosso cantinho”, afirmou em entrevista ao Mais Brasília, nesta quinta-feira (29/7).

Segundo o motoboy, o dinheiro arrecadado na vaquinha será utilizado para o pagamento de um ano do aluguel de uma casa. Além disso, ele também irá utilizar a verba para comprar os móveis da residência, uma nova motocicleta, utilizada para o trabalho de motoboy e quitar algumas prestações em atraso do imóvel comprado em um programa popular, localizado em Valparaíso de Goiás, Região Metropolitana do DF.

“Consegui comprar esse apartamento sem o valor de entrada, mas estou com três prestações em atraso. Com esse dinheiro quero quitar a dívida e melhorar a condição da minha família até que a gente receba o imóvel no ano que vem”, detalhou.

A vaquinha tem uma meta de R$ 70 mil e é realizada pelo site Voaa.me. Até o momento, foram arrecadados mais de R$ 39 mil. As doações podem ser feitas até o dia 10 de agosto via link (para colaborar clique AQUI).

Elton ao lado da esposa Rayssa e com o filho Benjamin no dia do nascimento da criança. Foto: Arquivo Pessoal

Trabalho de motoboy

Elton trabalha como entregador de fast-food há cerca de dois anos. Sem profissão fixa, ele entrou na plataforma para poder sustentar a família.

Após o ocorrido, o homem afirma que segue trabalhando como entregador, mas reclama que os pedidos estão poucos e a quantia recebida ao fim do mês não é suficiente.

“Como não tem muita corrida acabo recebendo menos. Geralmente recebo um salário mínimo e como ajudo com as contas de casa, a situação tem ficado apertada”, diz.

Relembre o caso

A confusão entre o dono do Abbraccio Cucina Italiana e o motoboy Elton viralizou nas redes sociais no dia 17 de julho. Todo a situação ocorreu na unidade localizada no ParkShopping.

Em um vídeo é possível ouvir parte da discussão do empresário com o motoboy. Após desligar o telefone, o homem diz ao entregador: “Na minha loja você não pisa mais. Se eu pedir para alguém te ver aqui… Já vou te excluir do Ifood, beleza? Só isso que eu tenho para te falar”, afirma.

O motoboy responde, mas, pelas imagens, não é possível ouvir o que ele fala ao empresário.

O sócio do restaurante italiano continua: “E tu não folga não, você não está na sua casa. Eu estou neste shopping tem 15 anos, não vai chegar um motoboy aqui e achar que manda, não. Beleza?”

Após o discurso o empresário se volta para um funcionário do shopping e reclama pelo motoboy estar sentado no local carregando o telefone celular.

“Vocês não deviam deixar o cara com isso aqui para carregar. Isso aqui é do shopping. Vou ligar para o Carlos Alberto, porque isso aqui não pode acontecer. Não tem condições. Pago R$ 140 mil de aluguel para o motoboy sentar aqui e colocar o celular dele para carregar? Não vou nem a pau”, diz.

Veja o vídeo da discussão:

O outro lado

Após o ocorrido, o Abbraccio lamentou o fato e disse que as imagens gravadas não condizem com a relação da marca com os profissionais de entrega.

Em nota, a rede afirmou que como parte do compromisso de revisão dos processos interno, o delivery está pausado momentaneamente em Brasília.

Confira a íntegra.

“O Abbraccio reitera a relação de respeito e profissionalismo com todos os motoboys responsáveis pela logística dos milhares de pedidos atendidos via delivery todos os meses. A rede de restaurantes informa que o delivery está pausado momentaneamente em Brasília como parte do compromisso de revisão dos processos. O Abbraccio reforça ainda que reconhece a importância do trabalho dos motoboys e, por isso, o serviço de entregas deve ser retomado nos próximos dias, garantindo a continuidade da atuação desses profissionais que contribuem diariamente para que centenas de pessoas tenham experiências positivas na capital federal.”