Da redação
Do Mais Brasília

MPDFT quer apurar exibição de vídeo pornográfico em escola pública de Taguatinga

Durante uma aula de Português, transmitida pela internet, um vídeo pornográfico foi exibido durante cerca de 10 minutos para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental

Vídeos pornográficos são exibidos durante aula em escola pública do DF — Foto: Arquivo pessoal

O Ministério Público (MPDFT) pediu a instauração de inquérito policial para investigar a exibição de um vídeo pornográfico durante aula online de uma turma do 6º ano do Centro de Ensino Fundamental (CEF) nº 11 de Taguatinga. O caso ocorreu na última terça-feira (6)).

O Núcleo Especial de Combate a Crimes Cibernéticos (NCyber/MPDFT) pediu à Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Civil (DRCC/PCDF) para investigar o caso. O MP quer que os responsáveis por passar o vídeo na aula sejam identificados.

Durante uma aula de Português, transmitida pela internet, um vídeo pornográfico foi exibido durante cerca de 10 minutos para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental. A turma tem crianças na faixa dos 11 e 12 anos.

De acordo com o MPDFT, os responsáveis podem responder pelos crimes de invasão de dispositivos (Art. 154 da Lei nº 12.737/2012) e pela indução dos menores a presenciar ato libidinoso (Art. 218A da Lei nº 12.015/2009).