Do Mais Brasília

Mulher denuncia falta de clínicos gerais em hospitais da rede pública

Paciente passou por três unidades de saúde e não conseguiu atendimento. Secretaria de Saúde nega falta de profissionais

HHospital Regional da Asa Norte (Hran) — Foto: SindEnfermeiro-DF/Divulgação

Uma mulher de 29 anos, que não quis se identificar, denuncia a falta de clínicos gerais nos hospitais da rede pública no Distrito Federal. Após uma suspeita de trombose, a moradora de Planaltina saiu, nesta sexta-feira (9/7), em busca de atendimento, mas não conseguiu em nenhuma das três unidades de saúde por onde passou.

Ao Mais Brasília, a mulher contou que foi primeiro ao Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). No local, recebeu a informação que não havia profissional para a especialidade. Na sequência, ela se dirigiu ao Instituto Hospital de Base, onde também não conseguiu ser atendida. Por fim, foi ao Hospital Regional do Paranoá, onde ouviu de uma enfermeira do local que o hospital está “em alerta amarelo, sem médico”.

O outro lado

Em nota, a Secretaria de Saúde negou a ausência de clínico geral nos dois hospitais.

Segundo a pasta, no caso do HRAN, os médicos da especialidade “estão atendendo casos suspeitos ou confirmados de Covid e os pacientes que não se encontram nesses dois casos são orientados a procurar outro hospital da rede”.

Questionada sobre a declaração da enfermeira da unidade do Paranoá, em que afirmou que o hospital estava em “em alerta amarelo, sem médico”, a secretaria não se pronunciou.

A reportagem procurou o IGES/DF, responsável pela gestão do Instituto Hospital de Base, mas até a publicação desta matéria não teve retorno.

Hospital Regional da Asa Norte (Hran) — Foto: SindEnfermeiro-DF/Divulgação