Larissa Passos
Do Mais Brasília

Mulher morta a tiros pelo ex-companheiro, em Sobradinho, era servidora da Saúde no DF

Thais Silva Campos, de 27 anos, foi assassinada nesse domingo (20/6), em frente de casa. Ela era técnica de higiene dental na UBS 3 da Fercal

Thais Silva Campos, morta pelo ex-companheiro, em Sobradinho
Foto: Reprodução/Facebook

Thais Silva Campos, de 27 anos, morta com tiros à queima roupa pelo ex-companheiro, em frente de casa, na quadra 14 de Sobradinho, na noite desse domingo (20/6), era servidora da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF).

Imagens de segurança flagraram toda a ação de Osmar de Sousa Silva, de 36 anos, que fugiu após matar a cirurgiã dentista. Segundo o delegado-chefe da 13ª Delegacia de Polícia (Sobradinho), Hudson Maldonado, o autor é servidor público e estava separado da mulher há cerca de cinco meses.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a vítima ingressou no quadro de servidores da instituição em 2013. Ela era técnica de higiene dental (THD) e, atualmente, estava lotada na Unidade Básica de Saúde (UBS) 3 da Fercal.

Em nota de pesar, a pasta lamentou a morte da servidora. “Thais era tida pelos amigos e colegas de trabalho como uma pessoa linda, nos mais diversos sentidos. Era uma ótima companhia. Mesmo quando enfrentava problemas em sua vida pessoal, estava sempre disposta e alegre. Será lembrada como uma pessoa agradável e lutadora”.

Esse é o segundo feminicídio registrado na cidade de Sobradinho em apenas quatro dias. Na última quinta (17/6), uma mulher de 41 anos foi encontrada morta dentro de casa, na quadra 7. A psicóloga Melissa Mazzarello de Carvalho Santos Gomes foi localizada com marcas de esganadura. O marido dela, Leandro de Barros Soares, de 41 anos, é o principal suspeito.