Do Mais Brasília

“Pago R$ 140 mil de aluguel para o motoboy sentar aqui”, diz dono de restaurate ao discutir com entregador

Caso ocorreu em um restaurante de comida italiana localizado em um shopping do DF, no último sábado

Uma confusão entre o dono de um restaurante localizado no ParkShopping e um motoboy viralizou na internet. A discussão teria ocorrido no último sábado (17/7), entre o sócio proprietário do Abbraccio Cucina Italiana e um entregador.

Nas imagens é possível ouvir o empresário, após desligar o telefone, dizer ao entregador: “Na minha loja você não pisa mais. Se eu pedir para alguém te ver aqui… Já vou te excluir do Ifood, beleza? Só isso que eu tenho para te falar”, afirma.

O motoboy responde mas, pelo vídeo, não é possível ouvir o que ele fala ao empresário. Com a mão, o boy ainda faz sinal de positivo, que em linguagem popular significa “beleza”.
O sócio do restaurante italiano ainda continua: “E tu não folga não, você não está na sua casa. Eu estou neste shopping tem 15 anos, não vai chegar um motoboy aqui e achar que manda, não. Beleza?”

Nesse instante, o empresário se volta para um funcionário do shopping e reclama pelo funcionário está sentado no local carregando o telefone celular.

“Vocês não deviam deixar o cara com isso aqui para carregar. Isso aqui é do shopping. Vou ligar para o Carlos Alberto, porque isso aqui não pode acontecer. Não tem condições. Pago R$ 140 mil de aluguel para o motoboy sentar aqui e colocar o celular dele para carregar? Não vou nem a pau”, diz. Veja o vídeo:

Não se sabe o que aconteceu antes das imagens serem gravadas. De acordo com o portal Metrópoles, um outro motoboy que estava no local e presenciou a ação afirmou que tudo ocorreu por conta de uma confusão com o pedido. Segundo essa testemunha, o motoboy que discutiu com o empresário esperou por mais de uma hora o pedido sair do restaurante. E pela demora se recusou a seguir com a encomenda.

O outro lado

O Mais Brasília entrou em contato com as assessorias do Abbraccio e Park Shopping. O grupo Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Abbraccio se manifestou dizendo que as imagens não condizem com a relação da marca com os profissionais de entrega. Confira na íntegra o comunicado.

“Agradecemos a oportunidade de esclarecer o ocorrido. Nós, da Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Abbraccio, informamos que o que é retratado no vídeo não condiz com a nossa relação com os profissionais de entrega. Lamentamos o ocorrido.

Estamos no Brasil há 23 anos e temos um relacionamento genuíno com as nossas pessoas e os fornecedores que trabalham conosco.

Informamos também que já conversamos com o sócio do restaurante em relação à condução do trabalho com os entregadores locais e já estamos apurando toda a situação e tomando as providências necessárias.

Nada justifica o desalinhamento com nossos procedimentos e, como mencionado, faremos a apuração do caso e já iniciamos a reorientação de todo o time do restaurante  em relação à nossa filosofia para que situações como esta não voltem a acontecer.

Para nós, é muito importante reforçar que temos uma relação de respeito e profissionalismo com todos os motoboys responsáveis pela logística do nosso delivery e isso se reflete no dia a dia com o atendimento de milhares de pedidos todos os meses em todas as cidades onde estamos presentes.”

 

O ParkShopping, por sua vez, lamentou o ocorrido e afirmou que o local em que o profissional de entrega estava é destinado ao suporte para os profissionais de entregas.

“O ParkShopping lamenta profundamente o ocorrido entre o sócio de uma loja e um entregador, na doca do empreendimento, um local de suporte para trabalhadores das operações de entrega. Respeitamos todos os públicos que frequentam o ParkShopping e prezamos pela boa convivência e relacionamento cordial entre lojistas, colaboradores, prestadores de serviço, clientes e todos que circulam e trabalham no shopping.”