Do Mais Brasília

PCDF afirma que motorista que matou mulher na faixa de pedestre “não freou”

Suspeito se apresentou à Polícia três dias após o atropelamento, em Taguatinga

Foto: Reprodução/TV Globo

Investigação da 17ª Delegacia da Polícia Civil (Taguatinga) apontou que Lucas Rodrigues de Abreu, de 23 anos, não freou antes de atropelar e matar uma mulher na faixa de pedestres, na última sexta-feira (2/7), em Taguatinga Norte.

O DJ suspeito no crime se apresentou somente nesta segunda-feira (5/7), três dias após a morte de Sheila Mendonça, de 43 anos. Ele chegou na delegacia acompanhado de dois advogados, e admitiu que estava bêbado, mas negou participação em racha no dia do crime.

De acordo com o delegado-chefe da 17ª DP, Mauro Aguiar, imagens de câmeras de segurança evidenciam a alta velocidade na qual o veículo de Lucas estava no momento do atropelamento.

“Ele admitiu que tinha bebido, mas [disse] que não estava bêbado, que estava lúcido. Ele contou a história dele, mas não significa que acreditamos. Vamos esperar o resultado dos laudos periciais e a situação dele pode mudar de homicídio culposo para doloso”, disse o delegado-chefe ao G1.

Lucas vai responder em liberdade, por não haver flagrante. Segundo o delegado Mauro Aguiar, o motorista disse que não prestou socorro à vítima “porque ficou com medo”.