Do Mais Brasília

PCDF desarticula grupo por invadir conta de idosa e deixar prejuízo de R$ 400 mil

Foram cumpridos mandados no Rio de Janeiro, Fortaleza e Planaltina de Goiás, nesta sexta (19/11)

Foto: Divulgação/PCDF

Policiais da Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Ordem Tributária e a Fraude (Corf) deflagram, na manhã desta sexta-feira (19/11), a Operação Spider, para prender suspeitos de invadir a conta bancária de uma idosa, no Distrito Federal. A organização criminosa deixou prejuízo de R$ 400 mil.

Os alvos foram presos no Rio de Janeiro, Fortaleza e Planaltina de Goiás. A ação contou com o apoio das polícias civis do Rio de Janeiro (PCERJ) e do Ceará (PCCE). Os criminosos devem responder por prática de crimes de furto mediante fraudes, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com as investigações, os autores invadiram a conta bancária de uma moradora do DF em julho deste ano, e transferiram os valores para contas das capitais do Ceará, Rio de Janeiro e Planaltina de Goiás.

Inicialmente, esse dinheiro era transferido para diversas contas, sendo de empresas fictícias e pessoas físicas. A organização criminosa também utilizava máquinas de crédito e débito para repassar o dinheiro subtraído.

Até a última atualização desta reportagem, cerca de 10 pessoas foram identificadas como integrantes deste grupo. Caso condenados, poderão pegar até 26 anos de reclusão.