Do Mais Brasília

Primeiro grupo de pessoas com comorbidades começa a ser vacinado no DF

Para ser atendido é necessário agendamento prévio por meio da internet

Foto: Geovana Albuquerque/ Agência Saúde

O Distrito Federal iniciou na manhã desta terça-feira (4/5) a vacinação contra a Covid-19 para pessoas com comorbidades. Indivíduos com síndrome de Down, com deficiências cadastradas para receber o Benefício de Prestação Continuada (BPC), pacientes que fazem hemodiálise, gestantes com comorbidades e imunossuprimidos fazem parte dessa primeira etapa.

Segundo a Secretaria de Saúde (SES-DF), 2.324 pessoas haviam agendado o atendimento até as 16h de segunda-feira (3/5), de um total de 10 mil vagas para esse público. A vacinação deste primeiro grupo está prevista para ocorrer entre hoje (4/5) e quinta-feira (6/5). Porém, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal avisa que pode ampliar o calendário, caso haja necessidade, devido à alta demanda.

Para o grupo de pessoas com comorbidades serão usadas, inicialmente, 75,8 mil doses de vacinas — 70 mil da Oxford/AstraZeneca e 5,8 mil imunizantes da Pfizer/BioNTech que chegaram ao DF na segunda-feira (3/5) à noite serão para esse grupo.

A vacinação ocorre em 55 pontos da capital federal, começando às 8h nos pontos presenciais e, às 9h, nos drive-thrus. O atendimento segue até as 17h, e é necessário agendar pelo portal.

Em suas redes sociais, o governador Ibaneis Rocha (MDB) reforçou que não deve haver preocupação quanto à qualidade das doses disponíveis na rede. “Todas elas são seguras e eficientes contra a covid-19. Faço um apelo para que todas as pessoas com mais de 60 anos busquem os postos de vacinação tanto para a primeira quanto a segunda dose, porque só vamos superar essa crise à medida que as pessoas forem vacinadas”, escreveu.

Cadastro

O secretário de Saúde Osnei Okumoto ressaltou que o cadastro é importante para que a pasta se prepare para as próximas fases. “Aguardamos o cadastro para que entendamos (os números) e para que o Ministério da Saúde possa repor as doses, caso tenhamos uma demanda maior que o número de vacinas”, justificou.

Quem tiver dificuldade de locomoção poderá ser atendido em casa por equipes de saúde. Basta informar essa opção no ato da marcação, no site da SES-DF.

Até a tarde de ontem (3/5) o número de pessoas com comorbidades cadastradas no site da Secretaria de Saúde chegou a 87.315 A maioria registrou diagnóstico de hipertensão arterial (30,34%), diabetes mellitus (22,46%) e imunossupressão (9,08%). O cadastro é necessário para quem tem doença crônica e quer se vacinar contra a covid-19 no DF.

O agendamento pode ser feito clicando aqui.

Fonte: Secretaria de Saúde do Distrito Federal