Do Mais Brasília

Rodoviários retiram 100% da frota de ônibus das ruas

Eles pedem que a categoria seja incluída nos grupos preferenciais do plano de vacinação do DF. A covid-19 já matou 31 profissionais

Os rodoviários do Distrito Federal decidiram cumprir a ameaça de greve e retiraram de circulação 100% da frota de ônibus que atende a população da capital nesta segunda-feira (3/5). Devido à paralisação, as faixas exclusivas para ônibus, exceto as do BRT, foram liberadas para os demais veículos.

O Tribunal de Justiça (TJDFT) havia manifestado que os rodoviários têm direito de fazer greve, mas determinou que 60% da frota fosse mantida nos horários de pico, e 40% nos outros horários. O Sindicato dos Rodoviários do DF (Sinttrater), no entanto, decidiu manter a paralisação total, a despeito de estabelecimento de multa de R$ 50 mil.

A previsão é de que a greve dure 24 horas. Os rodoviários querem que a categoria seja incluída nos grupos preferenciais do plano de vacinação do DF. A covid-19 já matou 31 profissionais do transporte público desde o início da pandemia. E não há previsão para que sejam vacinados.

O desembargador do trabalho Brasilino Ramos, do TJDFT, marcou uma audiência remota para às 15h30 desta segunda (3) para discutir sobre a greve.