Do Mais Brasília

Saúde diz que ambulatório para público LGBTQIA+ não será fechado no DF

Rede de saúde continuará funcionando normalmente dentro do Hmib com os atendimentos à população

Atendimento ambulatorial do público LGBTQIA+
Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informou, nesta segunda-feira (9/8), que o público LGBTQIA+ vai continuar contando com o atendimento no ambulatório que funciona dentro do Hospital Materno Infantil Dr. Antônio Lisboa (Hmib). Segundo a pasta, o local não será fechado e continuará normalmente com os atendimentos à população.

A unidade atende pessoas com neurodiversidades, ou seja, dispraxia, dislexia, transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), autismo, síndrome de Tourette, entre outras. Além disso, atende no âmbito da psiquiatria, psicologia e comportamental. São pacientes encaminhados pelas regiões de saúde ou pelo Ambulatório Trans.

“A nossa intenção é ampliar o atendimento para este público em todos os níveis de atenção e em todas as regiões de saúde. Há a necessidade de fortalecimento do serviço existente, especialmente, em termos de recursos humanos. Ressaltamos que estamos em processo de construção da Linha de Cuidado para a população LGBTQIA+, bem como regulação do acesso ao serviço”, explica a subsecretária de Atenção Integral à Saúde, Marina da Silveira.

Segundo a Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde, vai normatizar e regulamentar o atendimento dessa unidade, que hoje é feito no Hmib, para que um maior número de pessoas possa ser atendido e tenha acesso ampliado aos serviços ambulatoriais.

Grupo de trabalho

De acordo com Marina, a Secretaria de Saúde possui um grupo de trabalho em andamento para a formulação da linha de cuidado ao público LGBTQIA+, que tem como proposta a identificação e organização de todos os serviços da pasta que participam do cuidado a esse público.

“Entre os esforços, estão a organização dos serviços já existentes, implementação da regulação de consultas ambulatoriais, qualificação das equipes para atendimento humanizado e gerenciamento de recursos humanos”, relata a subsecretária.

Ambulatório Trans

Localizado no Hospital Dia, na 508/509 Sul, o Ambulatório Trans presta atendimento à população trans do Distrito Federal, desde agosto de 2017, e ainda funciona como referência para que estudantes, estagiários e profissionais de saúde possam conhecer a realidade do segmento.

A unidade funciona de segunda a sexta-feira, oferece atendimento multidisciplinar, sua equipe é composta por psicólogos, assistente social, endocrinologista, psiquiatra, terapeuta ocupacional e enfermeiros.