Rodrigo Vasconcelos
Do Mais Brasília

Saúde vai mudar critério para aplicar doses remanescentes de vacina no DF

A chamada "xepa" será usada para imunizar pessoas por faixa etária, e não mais das forças de segurança

Vacinas da CoronaVac
Foto: Divulgação/Instituto Butantan

Com a retomada da produção e distribuição de imunizantes do Instituto Butantan, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal voltará a organizar a chamada “xepa” da vacina contra a Covid-19. O anúncio foi feito em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (28/6).

Antes, as doses remanescentes eram aplicadas em pessoas das forças de segurança. De acordo com o secretário da Casa Civil do DF, Gustavo Rocha, agora que a vacinação com a CoronaVac recomeçou, o critério passará a ser pela faixa etária vigente.

Ou seja: se a pessoa tem idade que se encaixa na campanha vigente (hoje está em 48 anos ou mais), mesmo que não tenha efetuado agendamento.

“Mas lembrando que caso tenha doses remanescentes, é uma quantidade muito pequena por conta das vacinas sendo aplicadas”, ressaltou Gustavo.

Segundo os secretários, a circular com as regras da xepa ainda será finalizada pela Saúde ao longo do dia, com previsão de começar a valer nesta terça-feira (29/6). As pessoas devem procurar o ponto de vacinação no final do dia, e as pessoas serão priorizadas de acordo com a idade. Ou seja: não é por ordem de chegada, é para quem for mais velho.

A princípio, doses da CoronaVac e da Janssen podem ir para a xepa para evitar desperdícios. No entanto, segundo o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, as vacinas da Janssen disponíveis no DF até o momento estão todas separadas para profissionais da rede pública de Educação.