Larissa Passos
Do Mais Brasília

Soldado da Aeronáutica e mais dois jovens são presos por tráfico de drogas

O militar de 21 anos foi flagrado entrando em um veículo, na Rua 10, em Vicente Pires. Ele ainda foi autuado por corrupção de menores e abandono de incapaz

PCDF prende soldado da Aeronáutica por tráfico de drogas
Foto: Divulgação/PCDF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), deflagrou a Operação Montesquieu, que resultou na prisão de três jovens, entre 21 e 25 anos, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para tráfico de drogas. Um dos autores envolvidos, é soldado da Aeronáutica, de 21 anos.

De acordo com a PCDF, os policiais receberam informação de que os suspeitos estavam atuando com a venda de drogas na Rua 10 de Vicente Pires. A corporação decidiu realizar uma campana no local da denúncia.

Após uma hora de vigilância, os agentes avistaram quatro jovens em frente a uma distribuidora de bebidas, em atitude suspeita. Eles passaram a fumar maconha no local. Minutos depois, chegou um automóvel e um dos jovens entrou no veículo.

Os policiais decidiram realizar a abordagem e, quando o motorista do carro percebeu a aproximação da equipe policial, tentou fugir com o automóvel. No entanto, o veículo foi interceptado por agentes que aguardavam a alguns metros para impedir qualquer tentativa de fuga dos investigados.

No veículo, havia três pessoas. Segundo as investigações, durante a tentativa de fuga, um dos suspeitos jogou para fora do carro uma sacola contendo cerca de 30 gramas de cocaína. O entorpecente foi encontrado por policiais na rua. A PCDF apreendeu, ainda, duas pequenas porções de cocaína no console da porta do motorista.

Associação criminosa

Investigadores descobriram, ainda, que o soldado da Aeronáutica e o irmão, de 17 anos, se associaram para vender a quantia de R$ 1 mil de cocaína para um terceiro interessado. Como eles estavam sem a droga no momento, encomendaram a quantia de R$ 700 aos jovens que estavam no carro e pretendiam revender a droga ao interessado pelo valor que haviam negociado anteriormente, obtendo um lucro de R$ 300.

Após a prisão do grupo, os policiais questionaram os irmãos se possuíam mais entorpecentes em casa. Ao chegar no local, a equipe constatou que, para realizar a transação ilícita, o criminoso deixava a filha de 3 anos sozinha em casa.

Na busca domiciliar, os agentes ainda encontraram porções de maconha do tipo skunk, uma balança de precisão e dinheiro em espécie. Além dos irmãos e dos fornecedores, os policiais ainda autuaram em flagrante um jovem, de 19 anos, pelo crime de posse de drogas para consumo pessoal. Ela estava com cinco microsselos de LSD.

Durante o fim da operação, o militar foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, corrupção de menores e abandono de incapaz. Somadas, as penas podem alcançar os 32 anos de prisão.

Os fornecedores dos irmãos foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, estando sujeitos a uma pena que pode alcançar 25 anos de prisão. O veículo utilizado pelos criminosos para realizarem a entrega das drogas foi apreendido.

O irmão do soldado, de 17 anos, foi encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA 2), onde foi autuado pela prática de ato análogo aos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. A criança, de 3 anos, foi deixada aos cuidados de uma parente.

Confira momento da operação: