Altemar Santos
Do Mais Brasília

UPAs terão leitos de UTI reabertos para tratamento exclusivo de covid

A decisão de ampliar o número de vagas para casos de alta complexidade foi anunciada na tarde desta quarta-feira (17).

GDF realiza coletiva de imprensa diariamente para explicação situação da pandemia (Foto: Divulgação)

O Governo do Distrito Federal (GDF) vai reativar 82 leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para tratamento exclusivo de pacientes com covid-19 em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). A decisão de ampliar o número de vagas para casos de alta complexidade foi anunciada na tarde desta quarta-feira (17).

Em entrevista coletiva no Palácio do Buriti, o secretário de Saúde Osnei Okumoto, informou que as UPAs do Núcleo Bandeirante, de Sobradinho e de São Sebastião, terão suas alas de internação em UTIs apenas para doentes infectados com o novo coronavírus. Desde o agravamento da pandemia este ano, foram abertos 260 novos leitos no DF.

As três contam com suporte de ventilação mecânica e pontos de conexão para oxigênio e de hemodiálise. No auge da primeira onda de contaminação, em 2020, estas três UPAs chegaram a receber alguns internos com covid. Ao todo, serão 42 leitos no Núcleo Bandeirante, 20 em Sobradinho e outros 20 em São Sebastião.

“A diferença desta vez é que os leitos todos serão exclusivos o que, além de ajudar a desafogar a demanda, evitará o ponto de cruzamento e risco de infecção a pacientes em outro tratamento”, informou Osnei.