Do Mais Brasília

Secretaria de Cultura divulga edital para 54º Festival de Cinema de Brasília

O evento será virtual e ocorrerá na primeira quinzena de dezembro no Distrito Federal. Inscrições vão até o dia 11 de junho

Secretaria de Cultura divulga edital do 54º Festival de Cinema de Brasília
A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) publicou, nesta quarta-feira (12/5), o edital de chamamento público que vai selecionar organizações da sociedade civil interessadas em produzir o 54º Festival de Cinema de Brasília. As inscrições vão até 11 de junho.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) publicou, nesta quarta-feira (12/5), o edital de chamamento público que vai selecionar organizações da sociedade civil interessadas em produzir o 54º Festival de Cinema de Brasília. As inscrições vão até 11 de junho.

Com a pandemia da covid-19, o mais antigo festival de cinema do País será novamente exibido virtualmente, com duração de oito dias corridos. De acordo com a pasta, o evento será realizado na primeira quinzena de dezembro deste ano.

“Ganhamos em experiência com a fórmula virtual do festival, e como estamos nos preparando com uma boa margem de antecedência, esperamos introduzir inovações que permitam ampliar o público e cada vez mais ressaltar a importância de Brasília nas discussões em torno do cinema brasileiro”, destaca o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

A pasta destinou R$ 2 milhões para o evento deste ano. O festival selecionará filmes de produção brasileira, de preferência inéditos, entre curtas e longas-metragens da Mostra Competitiva Oficial e a Mostra Brasília. Para a primeira serão escolhidos 12 curtas, com prêmio de participação de até R$ 10 mil. Os seis longas eleitos para a categoria receberão prêmio de no máximo R$ 30 mil. Para a Mostra Brasília, serão escolhidos oito curtas e quatro longas-metragens, com premiação de até R$ 5 mil.

 

Sociedade civil

A organização da sociedade civil selecionada deverá incluir na programação, para além das mostras competitivas, mostras paralelas, rodas de conversas, atividades formativas e cerimônias de abertura e encerramento, de modo a oferecer espaço à apreciação dos espectadores e profissionais do cinema.

Com o objetivo de promover a inclusão, a organização selecionada deverá empregar até 7% de Pessoas com Deficiência (PcDs) como integrantes da equipe realizadora. Da mesma forma, será responsável pela acessibilidade audiovisual, com a apresentação de legendas descritivas nos filmes.

Entre os requisitos do edital, consta a realização de ao menos um evento de grande porte na área de arte e cultura, com média de público de mil pessoas por dia, ou que tenham contabilizado, ao longo de 30 dias, o público total de 15 mil pessoas. Além disso, será necessário também que a organização da sociedade civil seja legalmente constituída no DF e com atuação de pelo menos dois anos.

 

Inscrição

As fichas de inscrição serão aceitas no período de 13 de maio a 11 de junho, e deverão ser encaminhadas ao endereço eletrônico [email protected], juntamente com a proposta, o assunto “Seleção do Chamamento Público para realização do 54º Festival de Cinema de Brasília”.

As propostas serão avaliadas por Comissão de Seleção formada por cinco membros, designados pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa, sendo ao menos um servidor de cargo efetivo ou emprego permanente na administração pública. Após a divulgação do resultado provisório pela pasta, os candidatos poderão encaminhar recurso no prazo de cinco dias corridos.

 

O festival

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro é o mais antigo encontro dedicado ao cinema nacional no Brasil. O evento é realizado anualmente, prestigiado por oferecer ambiente de encontro e conversas e participação de apreciadores e críticos.

O festival nasceu em 1964, por meio da iniciativa do historiador e crítico Paulo Emílio Sales Gomes, responsável pelo primeiro curso superior de cinema da Universidade de Brasília (UnB). Até 1967, o encontro era intitulado “Semana do Cinema Brasileiro”. Em 2007 recebeu o registro de Patrimônio Imaterial pelo governo do Distrito Federal. Este ano, o festival chega a sua 54ª edição.

O evento se tornou, segundo a Cultura do DF, um medidor de lançamento dos melhores filmes nacionais, revelando atores, técnicos e espectadores. O Júri Popular, manifestação da opinião do público sobre os filmes, fez da capital federal a plateia mais crítica e participativa do País.