FolhaPress

Deolane Bezerra e mãe de MC Kevin fazem as pazes dois meses após tragédia

Ambas não se falavam desde a morte do cantor e também haviam parado de se seguir nas redes sociais

Mãe de MC Kevin e Deolane
Valquíria Nascimento, mãe de MC Kevin, com a nora, a advogada Deolane Bezerra. Foto: Reprodução

Depois de dois meses da morte de MC Kevin, que caiu do quinto andar da sacada de um hotel no Rio de Janeiro, a mulher do funkeiro, a advogada Deolane Bezerra, e a mãe dele, Valquíria Nascimento, fizeram as pazes. Ambas não se falavam desde o fatídico dia e também haviam parado de se seguir nas redes sociais. Agora, publicaram fotos juntas e apararam as arestas.

“No fim, o amor fala mais alto. Eu te amo, sua chata. Sogra é assim, briga, mas ama pra sempre. Te amo muito”, escreveu Valquíria.

Em sua conta no Instagram, Deolane também prestou uma homenagem para Valquíria. “Como mulheres e mães, conversamos, choramos e relembramos tudo que passamos juntas. Ela precisava ter paz e eu também. Sei que é isso que vai deixar nosso amor maior em paz”, começou.

Em outro trecho, disse que “a perda será irreparável e o perdão é um dom de Deus, e esse dom nós temos”.

Relembre o caso

O funkeiro Kevin Nascimento Bueno, 23, conhecido como MC Kevin, morreu após cair do 5º andar de um hotel na orla da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro, no dia 16 de maio.

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu uma ocorrência por volta das 18h15. De acordo com a corporação do quartel da Barra da Tijuca, o cantor foi levado para o hospital Miguel Couto, na Gávea, zona sul da cidade, em “situação vermelha, ou seja, grave”, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo pouco tempo depois de dar entrada no pronto-socorro.

Um laudo concluído pelo IML (Instituto Médico Legal) apontou o uso de droga sintética MD e cafeína. O laudo pericial sobre a morte de MC Kevin concluiu que a queda “teve como causa aparente um acidente”.

Segundo o laudo, ao qual a reportagem teve acesso, o músico apresentava três fraturas na região da face –osso nasal, maxilar e mandibular–, e em outras dez costelas, sendo nos “sétimos primeiros arcos costais anteriores a esquerda e três primeiros posteriores a esquerda”.

Ainda de acordo com o laudo do IML, MC Kevin apresentava também hemorragia subaracnóidea difusa (no espaço entre o cérebro e a membrana que o reveste) e hemorragia subdural em região occipital (entre o encéfalo e o crânio).

Carreira

Conhecido por sucessos como “Cavalo de Troia”, “Favelado Vencedor” e “O Menino Encantou a Quebrada”, Kevin contava com 8,6 milhões de seguidores no instagram e 537 mil no YouTube. O artista já fez parcerias com outros artistas do gênero como MC Guimê e Igu.

Nascido na Vila Ede, bairro da zona norte de São Paulo, lançou o último álbum “Fênix”, recentemente. Pouco mais de um mês antes de morrer, MC Kevin lançou a faixa “Minha Última Música”. A letra, que trata de alguém que trocou o crime pela música e que “vê o melhor da vida sempre andando pra frente” traz também momentos melancólicos. Em um trecho a canção fala sobre “parar”, “dar um tempo” para repensar a vida.