Estadão Conteúdo

Estilista Alber Elbaz morre aos 59 anos

Designer que fez história à frente da Lanvin até 2015 lutava há três semanas contra Covid-19

Designer que fez história à frente da Lanvin até 2015 lutava há três semanas contra Covid-19

Após uma luta de três semanas contra a covid-19, o designer israelense Alber Elbaz, um dos nomes mais conhecidos da indústria da moda, morreu na noite do sábado, 25, em um hospital de Paris, aos 59 anos.

A morte foi confirmada em um comunicado feito por Johann Rupert, proprietário da marca de luxo suíça Compagnie Financière Richemont, grupo com o qual Elbaz tinha lançado a sua primeira marca própria, a AZ Factory, em janeiro deste ano.

“É com choque e grande tristeza que ficamos sabendo da morte repentina de Alber. Ele era um homem com uma reputação ricamente merecida como uma das figuras mais brilhantes e amadas da indústria, muito próximo e talentoso”, disse o presidente de Richmond. “Sempre fui arrebatado pela sua inteligência, sensibilidade, generosidade e criatividade desenfreada. Foi um homem de calor e talento excepcionais e a sua visão singular, sentido de beleza e empatia deixam uma impressão indelével.”

Elbaz, o histórico diretor de criação da Lanvin entre 2001 e 2015, também colaborou para Geoffrey Beene, Guy Laroche e Yves Saint Laurent. “Não perdi apenas um colega, mas um querido amigo”, lamentou Rupert.

Cavaleiro da Legião de Honra em 2007, uma das maiores distinções concedidas pelo Estado francês, Elbaz destacou-se pelos seus desenhos simples e por ter vestido personalidades como Nicole Kidman, Kate Moss, Chloe Sevigny, Sofia Coppola e Natalie Portman.

(Com agências internacionais)