FolhaPress

Atleta de Uganda desaparece a uma semana do início da Olimpíada de Tóquio

Ssekitoleko não foi encontrado para fazer o teste diário de Covid-19

Julius Ssekitoleko, 20, atleta do levantamento de peso de Uganda, desapareceu do hotel em que sua delegação estava hospedada, em Izumisano (oeste do Japão), a uma semana do início da Olimpíada de Tóquio. Autoridades locais e a polícia iniciaram uma busca para tentar localizá-lo.

Ssekitoleko não foi encontrado para fazer o teste diário de Covid-19. Segundo um companheiro de equipe, ele foi visto pela última vez em seu quarto por volta das 12h30 (de Tóquio). O desaparecimento do atleta aumenta as preocupações de disseminação do vírus pelos visitantes estrangeiros que estão no Japão para a disputa da Olimpíada.

Segundo o rígido protocolo sanitário estabelecido pelo Comitê Organizador, Ssekitoleko só tinha permissão para ir a locais determinados e não poderia entrar em contato com moradores locais.

A delegação de Uganda chegou ao aeroporto de Narita, próximo a Tóquio, em 19 de junho. Foi uma das primeiras delegações a chegar ao país para a disputa dos Jogos Olímpicos.

Dois membros da equipe receberam diagnóstico de Covid-19 já no Japão. Por conta disso, a delegação só pôde começar a treinar na cidade na semana passada, após período de quarentena.

Pela manhã, todos os membros das delegações são obrigados a passar pelo teste de Covid-19. O desaparecimento foi reportado porque Ssekitoleko não foi encontrado para fazer o exame.