Agência Brasil

Atlético-MG ignora desfalques e derrota Remo pela Copa do Brasil

Galo derruba invencibilidade do rival na temporada e encaminha vaga

Mesmo bastante desfalcado devido às partidas envolvendo seleções nacionais, o Atlético-MG fez valer o favoritismo e derrotou o Remo nesta quarta-feira (2). A vitória por 2 a 0 no estádio Baenão, em Belém, deixou o Galo próximo da classificação às oitavas de final da Copa do Brasil, que garante uma premiação de R$ 2,7 milhões.

Os mineiros não puderam contar com os laterais Guga e Guilherme Arana, o zagueiro Junior Alonso, o meia Alan Franco e os atacantes Jefferson Savarino e Eduardo Vargas, que foram convocados para defender os respectivos países. Guga e Arana integram a seleção brasileira que se prepara para a Olimpíada de Tóquio (Japão). Alonso (Paraguai), Franco (Equador), Savarino (Venezuela) e Vargas (Chile), por sua vez, atuarão nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Contra um adversário que ainda não havia perdido na temporada de 2021, o Galo tomou a iniciativa e saiu na frente logo aos 14 minutos, com Hyoran. Ele recebeu passe preciso do também meia Nacho Fernández, entrou na área e finalizou cruzado, entre dois zagueiros. O Atlético-MG seguiu dominante e chegou ao segundo gol nos acréscimos da primeira etapa. Aos 46, o atacante Hulk, na frente do goleiro Vinícius, rolou para Nacho concluir para a meta vazia.

No segundo tempo, o Remo se lançou mais ao ataque, liderado pelo meia Dioguinho, que esteve afastado por indisciplina e saiu do banco de reservas. A chance mais clara, porém, saiu na bola parada. Aos nove minutos, o meia Felipe Gedoz cobrou falta, o volante Lucas Siqueira cabeceou e o goleiro Everson fez ótima defesa. Mais acuado, o Galo teve duas boas oportunidades para ampliar, ambas com Marrony, mas o atacante levou a pior na disputa com Vinícius.

O reencontro entre atleticanos e remistas será na quinta-feira da próxima semana (10), às 19h (horário de Brasília), no Mineirão, em Belo Horizonte. Os mineiros podem até perder por um gol de diferença que se classificam às oitavas de final. Os paraenses têm de vencer por três gols ou mais de saldo para avançarem no tempo normal. Se o placar agregado terminar empatado, a decisão da vaga será nos pênaltis.

Antes, os times atuam pelas respectivas divisões nacionais. No sábado (5), às 19h, o Leão Azul recebe o Brasil de Pelotas pela Série B. No domingo (6), às 20h30, o Galo visita o Sport na Ilha do Retiro, em Recife, pela Série A.