FolhaPress

Bolívia faz 3 a 0 com direito a ‘olé’ e complica Uruguai nas Eliminatórias

Foi a quarta derrota consecutiva da seleção uruguaia

Foto: Reprodução/Seleção Uruguai

O Uruguai segue em situação delicada nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. A seleção celeste perdeu para a Bolívia por 3 a 0 na tarde desta terça-feira (16), na altitude de La Paz, e continua fora da zona de classificação para o Mundial no Qatar.

Foi a quarta derrota consecutiva da seleção uruguaia, que já havia sido superada nos clássicos contra Brasil e Argentina nas rodadas passadas. Arce (duas vezes) e Marcelo Moreno marcaram os gols da vitória boliviana nesta terça-feira.

Nem mesmo a expulsão de Algaranaz e um pênalti desperdiçado por Moreno mudaram o desfecho da partida, que terminou com gritos de “olé” das arquibancadas do Estádio Hernando Siles.

Com o resultado, a Uruguai permanece com 16 pontos, mas agora caiu para a sétima posição -somente os quatro primeiros garantem vaga direta para a Copa, enquanto o quinto disputa a repescagem. A Bolívia chegou a 15 pontos e está em oitavo lugar.

Em relação à rodada passada, o Uruguai foi ultrapassado na tabela de classificação pelo Peru, que derrotou a Venezuela por 2 a 1, fora de casa, e chegou aos 17 pontos.

A próxima rodada das Eliminatórias está prevista para janeiro do ano que vem. O Uruguai visita o Paraguai, enquanto a Bolívia enfrenta a Venezuela.
A vitória da Bolívia contou com a estrela do atacante Juan Arce, que marcou duas vezes na partida. Ele foi responsável por abrir o placar aos 29 minutos do primeiro tempo e fechar a conta aos 34 da segunda etapa.

Quem também deixou a sua marca foi Marcelo Moreno. O atacante do Cruzeiro anotou o segundo da equipe, já perto do intervalo, e se isolou ainda mais como artilheiro das Eliminatórias, com nove gols. Ele ainda desperdiçou a chance de balançar a rede mais uma vez ao errar um pênalti no segundo tempo, quando a Bolívia já vencia por 2 a 0.

A derrota uruguaia, a quarta seguida nas Eliminatórias, foi marcada por gritos de “olé” da torcida boliviana. Com mais uma atuação decepcionante, o Uruguai foi completamente dominado mesmo diante de um adversário que ficou com um jogador a menos aos 29 minutos do segundo tempo, quando Algaranaz foi expulso após uma falta dura em cima de Godín.