FolhaPress

Cristiano Ronaldo iguala recorde, mas United toma virada de time suíço no fim

Apesar da derrota, CR7 não deixou de fazer história

Foto - Divulgação Manchester United

Frustração define a reestreia de Cristiano Ronaldo pelo Manchester United em uma edição de Liga dos Campeões. Atuando em casa, o modesto Young Boys, da Suíça, arrancou no minuto final uma virada contra os ingleses, em jogo válido pela 1ª rodada do Grupo F do torneio.

O atacante Siebatcheu, após erro em um recuo de Lingard – que substituiu o português no 2° tempo -, foi o responsável por marcar o gol da vitória de 2 a 1 dos mandantes, já na casa dos 49 minutos.

Apesar da derrota, CR7 não deixou de fazer história: além de marcar o gol solitário de sua equipe, ele tornou-se, ao lado de Casillas, o jogador que mais vezes atuou na história da Champions, com 181 partidas. Ele é também o artilheiro máximo da competição, com 135 gols, e conquistou a “orelhuda” cinco vezes.

O jogo

Antes de a bola rolar, um fato curiosidade chamou a atenção dos torcedores: durante o aquecimento do United, uma segurança que estava na região da linha de fundo levou uma bolada e, nocauteada, foi ao chão. Cristiano Ronaldo, ao notar o ocorrido, se aproximou para ajudar a mulher, que passa bem.

De acordo com o The Sun, foi o próprio português o autor do chute que acertou a funcionária. Ela, no entanto, passa bem.

O United teve dificuldades de criação até os 12 minutos, quando o entrosamento dos portugueses Bruno Fernandes e CR7 mostrou estar em dia.

O meia recebeu pela esquerda e, perto do bico da grande área, fez linda inversão de três dedos para o atacante que, nas costas do zagueiro, finalizou para abrir o placar. Foi o terceiro gol do camisa 7 em seu retorno ao clube.

Já na parte final da 1ª etapa, o United viu a vitória ficar ameaçada. Primeiro aos 34 minutos, quando o lateral Wan-Bissaka levou cartão vermelho direto após dar um pisão no tornozelo do meio-campista Christopher Martins.

Mais ofensivo e em vantagem numérica, o Young Boys teve seu lance de maior perigo três minutos depois. Após cruzamento para a área, Fassnacht pegou de primeira cruzado – a bola passou muito perto do gol de De Gea.

Pressionando a saída de bola dos visitantes, os suíços abafaram os lances ofensivos do United, que chegou apenas uma vez com CR7 – o português caiu dentro da área e pediu pênalti, mas nada foi marcado.

O empate saiu aos 20 minutos. Com espaço, Elia recebeu pela direita e cruzou rasteiro para a área. Bem posicionado, Ngamaleu pegou de primeira e balançou as redes de De Gea.
Precisando reforçar a marcação, o técnico Ole Gunnar Solskjaer abriu mão de Cristiano Ronaldo aos 26 minutos. O português foi substituído por Lingard – Bruno Fernandes também saiu para dar lugar a Matic.

Pouco tempo depois, em uma falta para o United, um torcedor invadiu o campo e precisou ser retirado pelos seguranças – ele chegou a dar cambalhotas na entrada da área.
Os minutos finais do confronto viraram um verdadeiro ataque contra defesa. Aos 40, Elia fez o pivô após lançamento e ajeitou para Ngamaleu, que bateu forte ao lado do gol.
Dois minutos depois, foi a vez de Lauper arriscar de fora da área – De Gea praticou linda defesa e evitou a virada – por enquanto…

Emocionante, o 2° gol suíço saiu no minuto final do confronto. Lingard, que substituiu CR7, tentou recuar para De Gea em uma saída de bola do United.

O passe, no entanto, saiu fraco, e Siebatcheu não perdoou. Esperto, o atacante interceptou a bola e ficou cara a cara com o goleiro espanhol, que não conseguiu salvar os ingleses: 2 a 1 para o Young Boys e festa no Stade de Suisse.