Do Mais Brasília

Declaração de Casemiro reforça crise na seleção: “nosso posicionamento, todo mundo sabe”

O capitão falou pela primeira vez sobre a situação envolvendo o posicionamento dos jogadores em relação à Copa América

As declarações emitidas pelo capitão da seleção brasileira, Casemiro após a vitoria sobre o Equador por 2 a 0 na noite desta sexta-feira (4/6), no Beira-Rio, em Porto Alegre foram bastante comentadas na internet.

Na ocasião, o jogador falou pela primeira vez sobre a situação envolvendo o posicionamento dos jogadores em relação à Copa América.

“Não podemos falar do assunto, mas todos sabem meu posicionamento, o nosso posicionamento, todo mundo sabe. Mais claro impossível. Tite deixou claro e o que nós pensamos sobre a Copa América. Existe respeito, existe hierarquias que temos que respeitar, claro que queremos dar nossa opinião, rolou muitas coisas. Mas existe respeito e, infelizmente…”, disse o atleta, em entrevista à TV Globo.

De imediato a internet viralizou a hastag #casemiro e internautas comentaram as palavras do capitão.

“Fazia tempo que a Seleção Brasileira não nos enchia assim de orgulho! Se o gado tá triste, então eu to feliz e dou todo apoio ao Tite e ao Casemiro”, disparou uma torcedora.

Outro seguidor se posicionou: O “silêncio” de Casemiro e a garantia de uma posição, após os jogos das eliminatórias, sobre a opinião do grupo da SeleçãoBrasileira em relação à CopaAmérica no Brasil , é histórico, pois rompe uma longa letargia do nosso futebol diante de questões relevantes da sociedade. Símbolo de aplausos”.

Um outro usuário foi mais enfático: “Em resumo:: os jogadores não querem jogar a copa américa, Casemiro obrigado, de nada.”

Crise na seleção

Uma crise se instalou após os jogadores da Seleção Brasileira que atuam na Europa afirmarem que não irão disputar a Copa América deste ano. A decisão dos atletas começou logo após saberem pela imprensa sobre a vinda da competição para o Brasil.

Os jogadores teriam ficado indignados, uma vez que acreditavam que o torneio seria cancelado, em virtude da situação da pandemia de covid-19 na América do Sul.

Além de uma conversa com o técnico Tite sobre o desejo de não atuar, os atletas também também tiveram uma reunião com o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

A expectativa é que o anúncio oficial sobre a decisão saia na próxima semana.