FolhaPress

Italiano Marcell Jacobs surpreende e vence os 100 m rasos

Na prova mais rápida do atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, medalha de ouro ficou com a Itália

Italiano Marcell Jacobs
Foto: Getty Images

Na prova mais rápida do atletismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio, os 100 m rasos, a medalha de ouro ficou com a Itália. Marcell Jacobs, com o tempo de 9s80 é o homem mais rápido do mundo.

Fred Kerley, dos EUA, com 9s84, e Andre de Grasse, do Canadá, com 9s89, completaram o pódio. O chinês Bingtian Su, que fez o melhor tempo das eliminatórias, ficou apenas em sexto, com 9s98.

O atleta italiano largou bem, mas a primeira metade da prova foi dominada por Fred Kerley. No fim, Marcell Jacobs disparou e ultrapassou seus concorrentes. O nigeriano Adegoke se lesionou e não completou a prova. Akani Simbine, da África do Sul, com 9s93, ficou em quarto, e Ronnie Baker, dos EUA, fez 9s95.

Zharnell Hughes, atleta da Grã-Bretanha, queimou a largada na primeira tentativa e foi expulso da prova, reduzindo a sete o número de competidores.

Diversidade

A final nas Olimpíadas de Tóquio foi marcada pela diversidade de nacionalidades, contando com dois norte-americanos, Ronnie Baker e Fred Kerley, o chinês Bingtian Su, dono do melhor tempo nas eliminatórias ao lado de Baker, o britânico Zharnel Hughes, o sul-africano Akani Simbine, o italiano Lamont Marcell Jacobs, o canadense Andre de Grasse, e o nigeriano Enock Adegoke.

Pela primeira vez desde Sidney 2000, nenhum jamaicano marcou presença entre os oito melhores do mundo. De lá para cá, o país conquistou três medalhas de ouro com Usain Bolt (Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016) e uma de prata com Yohan Blake (Londres 2012).

Matéria escrita por Beatriz Cesarini