FolhaPress

Náutico vence o Botafogo em casa e mantém 100% na Série B

Timbu venceu com dois gols no fim do jogo, por 3 a 1

O Náutico venceu o Botafogo neste domingo (20) pelo placar de 3 a 1, no Estádio dos Aflitos. Com o resultado, o time pernambucano se mantém com 100% de aproveitamento na Série B e é líder da competição com 15 pontos marcados. Já o Botafogo perdeu a sua invencibilidade na competição e está no 4º lugar com nove pontos.

Os gols da partida foram marcados por Pedro Castro (contra), Jean Carlos e Paiva, para o Náutico, e Felipe Ferreira para o Botafogo.

O confronto entre as equipes começou morno, com os dois times se estudando, mas, aos sete minutos do primeiro tempo, uma falta do Botafogo ocasionou dois cartões amarelos para jogadores dos dois times e, por reclamação, o técnico do Náutico Hélio dos Anjos recebeu dois cartões amarelos e foi expulso. O técnico reclamou bastante com a equipe de arbitragem na saída de campo.

Aos 15 minutos do primeiro tempo, o Náutico saiu na frente em uma cobrança fechada de escanteio. Jean Carlos mandou no tumulto, a bola desviou no caminho e depois Pedro Castro, volante do Botafogo, fez contra. Aos 18 minutos, o Botafogo teve uma boa chance em cobrança de falta e Chay mandou com categoria, mas o goleiro Alex Alves saltou e conseguiu defender.

O Botafogo teve duas grandes chances aos dez minutos do segundo tempo de empatar a partida em questão de segundos. Nas duas, porém, o goleiro do Náutico, Alex Alves, estava lá para fazer a primeira. Na primeira oportunidade, em cobrança de escanteio, Gilvan chutou para o gol, Pedro Castro desviou e o goleiro defendeu. Só que a bola sobrou no pé de Pedro Castro, que chutou com força, e Alex Alves impediu mais uma vez.

Aos 29 minutos, o Náutico deu mole em uma troca de passes entre a zaga e o goleiro, a bola sobrou para o atacante Rafael Moura, do Botafogo. Ele tocou para Diego Gonçalves dentro da grande área, que não foi fominha e passou para passou para Felipe Ferreira. O meia bateu de primeira, sem chances para Alex Alves. Os três jogadores envolvidos foram alterações do técnico Marcelo Chamusca no segundo tempo.

O Náutico ampliou o placar após o lateral-esquerdo Paulo Victor, do Botafogo, cometer mais um pênalti. A bola estava saindo pela linha de fundo, mas o jogador acertou um carrinho em Hereda, do Náutico, e a penalidade foi assinalada pelo árbitro. Aos 44 minutos, Jean Carlos foi para a cobrança e mandou uma bomba no ângulo esquerdo do goleiro Douglas Borges, sem chances de defesa.

O Náutico ainda buscou o seu terceiro gol no final da partida. O goleiro Alex Alves, destaque da partida, mandou um lançamento belíssimo para o ataque. O atacante Paiva dominou a bola e mandou uma bomba para fechar o placar da partida.

NÁUTICO
Alex Alves; Hereda, Camutanga, Wagner Leonardo e Bryan; Matheus Trindade (Luiz Henrique), Rhaldney (Marciel) e Jean Carlos; Erick (Paiva), Vinícius (Matheus Carvalaho) e Kieza (Giovanny). Técnico: Hélio dos Anjos.

BOTAFOGO
Douglas Borges; Warley (Daniel Borges), Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luís Oyama, Pedro Castro (Rafael Moura) e Chay (Diego Gonçalves); Marco Antônio (Felipe Ferreira), Guilherme Santos (Barreto) e Rafael Navarro. Técnico: Marcelo Chamusca.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 3 x 1 BOTAFOGO
Motivo: 5ª rodada da Série B
Data: 20 de junho de 2021 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Estádio dos Aflitos, em Pernambuco
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Frederico Alves Vilarinho (MG)
Cartões amarelos: Warley (Botafogo), Vinícius (Náutico), Rafael Carioca (Botafogo), Camutanga (Náutico), Kanu (Botafogo), Pedro Castro (Botafogo), Wagner Leonardo (Náutico), Hereda (Náutico), Guilherme Santos (Botafogo), Rafael Moura (Botafogo)
Gols: Pedro Castro (Botafogo, contra) aos 15 minutos do primeiro tempo; Felipe Ferreira (Botafogo), aos 29 minutos do segundo tempo; Jean Carlos (Náutico), aos 44 minutos do segundo tempo; Paiva (Náutico), aos 50 minutos do segundo tempo.