FolhaPress

Santos encerra sequência negativa e sai na frente na Copa do Brasil

Alvinegro praiano vence o Cianorte fora de casa por 2 a 0

O gramado do estádio Albino Turbay foi um adversário duro para o Santos na noite de terça-feira (1º), em Cianorte. O próprio Cianorte, nem tanto. Mesmo em um campo irregular, o time mais qualificado venceu, por 2 a 0, e se viu bem perto da classificação às oitavas de final da Copa do Brasil.

O triunfo no Paraná interrompeu uma sequência de resultados ruins da equipe dirigida por Fernando Diniz. Depois de ter dado adeus à Copa Libertadores com derrotas para o boliviano The Strongest e para o equatoriano Barcelona e iniciado o Campeonato Brasileiro levando 3 a 0 do Bahia, ela ao menos conseguiu se impor diante de um rival mais frágil.

Integrante da quarta divisão nacional, o Cianorte pouco fez para ameaçar o Santos, que perdeu algumas oportunidades e fez o suficiente para marcar duas vezes. Na partida de volta, marcada para a próxima terça-feira (8), na Vila Belmiro, a formação alvinegra terá apenas de proteger a vantagem para sobreviver na competição.

No Albino Turbay, mesmo longe de viver um grande momento, o time paulista deixou clara a sua superioridade técnica. A bola quicava em vez de rolar suavemente no campo, o que criava problemas para aqueles que tentavam mantê-la no pé. Ainda assim, as chances começaram a se apresentar.

Kaio Jorge aproveitou uma delas, aos 24 minutos da primeira etapa, após cobrança de escanteio e cortes parciais da defesa. Luan Peres ficou com a sobra e chutou de fora da área. O goleiro Bruno não conseguiu segurar a bola e ofereceu o rebote ao centroavante, que deu um toque inteligente por cobertura para abrir o placar.

Faltoso, o jogo ficou truncado durante boa parte do tempo e não teve fluência em nenhum momento. Se o gramado não era um aliado, o Santos não se ajudava nas conclusões, falhando em oportunidades claras. Aos 34 da etapa final, enfim, Marinho balançou a rede, após duas tentativas, e fechou a contagem.

CIANORTE
Bruno, Vitor, Mauricio, Rael e Michel; Zé Vitor (Sávio), Morelli e Gabriel Calabrês (Rafael Carvalheira); Léo Porto (Tales), Pachu (Wilson Júnior) e Erick Salles (Buba). T.: João Burse

SANTOS
John; Pará, Luiz Felipe, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Jean Mota, Gabriel Pirani (Marcos Guilherme); Marinho (Ângelo), Kaio Jorge (Marcos Leonardo) e Lucas Braga (Vinícius Balieiro). T.: Fernando Diniz

Estádio: Albino Turbay, em Cianorte (PR)
Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)
Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e José Carlos Oliveira dos Santos (BA)
Cartões amarelos: Rael, Léo Porto, Vitor Salvador e Zé Vitor (CIA); Luiz Felipe e Lucas Braga (SAN)
Gols: Kaio Jorge (SAN), aos 24’/1ºT; Marinho (SAN), aos 34’/2ºT