FolhaPress

São Paulo sofre na bola aérea e perde para time da Série D na Copa do Brasil

O time do Piauí 4 de Julho derrotou o time reserva do tricolor paulista por 3 a 2, em Teresina

Um São Paulo totalmente reserva perdeu para o 4 de Julho do Piauí por 3 a 2 na noite desta terça-feira (1º), em Teresina, no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

A equipe piauiense, que disputa a Série D do Campeonato Brasileiro, se aproveitou das falhas defensivas do time tricolor no jogo aéreo e conquistou um triunfo que faz com que o modesto clube sonhe com uma classificação histórica na competição.
Apenas a participação nesta fase já rendeu R$ 1,7 milhão para os cofres do 4 de Julho. Quem avançar às oitavas vai levar mais R$ 2,7 milhões.

A bola aérea tem sido um problema da equipe reserva de Hernán Crespo. Com essa formação alternativa, foi pelo alto que o Racing (ARG) venceu os tricolores por 1 a 0, assim como o Rentistas (URU) arrancou um empate por 1 a 1 em Montevidéu, após cruzamento na área são-paulina. Ambos os compromissos foram pela Copa Libertadores.

O primeiro gol do Guarani na vitória são-paulina por 3 a 2, pelo Campeonato Paulista, também surgiu de uma cobrança de escanteio que o goleiro Lucas Perri rebateu para o meio da área, lance bastante semelhante ao gol que abriu o placar em Teresina.

Para os são-paulinos, a nota positiva da derrota no Piauí foi a atuação de Éder, que marcou duas vezes e ganhou mais rodagem após seguidas lesões que têm atrapalhado o seu início de temporada no clube.

Logo no início da primeira etapa, o São Paulo levou um susto. Aos 8 minutos, Esquerdinha cobrou escanteio da direita, Rômulo ganhou na primeira trave e Lucas Perri defendeu, mas a bola rebateu em Orejuela e entrou.

Depois de sair atrás no placar, o São Paulo passou a dominar a partida, controlando a posse de bola apesar do estado ruim do gramado.

Com volume de jogo, o empate saiu na primeira boa participação de Shaylon no campo ofensivo. O meia enfiou passe em profundidade para Éder, que bateu na saída do goleiro para deixar tudo igual, aos 21. Foi do próprio Éder o gol da virada tricolor.

Hernanes, capitão nesta terça, iniciou a jogada no campo de defesa e acionou Welington. O lateral teve espaço pela esquerda, avançou e cruzou por trás da defesa para Éder, que driblou o goleiro e fuzilou para anotar o segundo na partida, seu quarto com a camisa do São Paulo.

A bola aérea, porém, voltou a castigar a defesa do clube paulista. Após falta cobrada da direita, Orejuela não conseguiu afastar e apenas amorteceu o cruzamento. O capitão Gilmar Bahia aproveitou o vacilo e chutou forte para empatar.

O 4 de Julho percebeu que suas melhores possibilidades seriam forçando a jogada pelo alto. E foi justamente depois de mais uma bola lançada para a área do adversário que os piauienses retomaram a dianteira no placar.

Vitor Bueno tentou afastar de cabeça, mas desviou para o meio da área. Rômulo mostrou oportunismo e cabeceou encobrindo Lucas Perri para marcar o terceiro.

São Paulo e 4 de julho voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (8), no Morumbi.

4 DE JULHO
Jaílson; Edy, Gilmar Bahia, Marcelo e Chico Bahia; Rômulo, Vitor Recife (Cinelton, aos 42’/2ºT), Esquerdinha e Hiltinho (Lucas Pederzoli, aos 40’/2ºT); Ítalo Pica-Pau (Kaká, aos 21’/2ºT) e Dudu Beberibe (Etinho, aos 18’/2ºT). T.: Fernando Tonet

SÃO PAULO
Perri; Orejuela, Rodrigo Freitas e Diego Costa; Galeano, Hernanes, William (Talles, aos 11’/2ºT), Shaylon e Welington; Eder e Vitor Bueno (Nathan, aos 23’/2ºT). T.: Hernán Crespo

Estádio: Albertão, em Teresina (PI)
Arbitro: Zandick Gondim Alves Junior (RN)
Assistentes: Vinicius Melo de Lima (RN) e Francisco de Assis da Hora (RN)
Cartões amarelos: Marcelo e Chico Bala (JUL); Talles e Shaylon (SAO)
Gols: Orejuela (contra, JUL), aos 8′, Eder (SAO), aos 21′ e aos 29′, e Gilmar Bahia (JUL), aos 45’/1ºT; Rômulo (SAO), aos 20’/2ºT